Adepará lança o vazio sanitário da soja

Agronegócio

Adepará lança o vazio sanitário da soja

Por:
342 acessos

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará, lança nesta quarta-feira (15) o "Vazio da Soja". A campanha inédita no estado proíbe durante sessenta dias cultivar ou implantar cultivos de soja, planta cultivada, bem como manter ou permitir a presença de plantas vivas de soja, em qualquer fase de desenvolvimento como medida preventiva. O lançamento acontece no auditório Janary Valente, Superintendência Federal de Agricultura-Pa, às 9h.

O vazio sanitário da soja no território paraense consiste em dois períodos, 15 de julho a 15 de setembro, nas microrregiões de Conceição do Araguaia, Redenção, Itaituba, Marabá e Altamira ( distrito de Castelo de Sonhos) e de 01 de outubro a 30 de novembro, nas microrregiões de Santarém, Paragominas, Bragantina e Guamá.

Qualquer ação em relação a cultura da soja neste período possibilita o aparecimento da Ferrugem Asiática, a praga começa com um rápido amarelecimento da planta, posteriormente queda das folhas e pode causar a perda de 30% a 75% da produção.

No segundo semestre do ano passado foi criado no Pará o Comitê Estadual de Controle da Ferrugem Asiática, que tem a responsabilidade de identificar demandas e propor diretrizes para o Plano Nacional de Controle de Ferrugem da Asiática no Brasil (PNCFS), instituído em conformidade com Instrução Normativa do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento ( Mapa).

Atos e procedimentos de fiscalização e inspeção ou vistorias relativas às medidas de prevenção e controle da praga no âmbito da defesa vegetal no Pará, estão sob a competência da Adepará. A medida busca o fortalecimento do sistema da produção agrícola da soja no estado.

O Pará é o 14º produtor de soja do país, com uma área plantada de aproximadamente 72 mil hectares, e produção anual de 201 mil toneladas de grãos, o pólo Santarém lidera a produção estadual com 33 mil hectares plantadas, produzindo 88 mil toneladas de soja.

Iolanda Lopes- Sagri


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink