AGROTEMPO

Agora são geadas que castigam soja e milho na Argentina

Fenômeno climático foi registrado nas zonas rurais da província de Buenos Aires
Por: -Leonardo Gottems
2691 acessos

Depois de sofrer com secas, inundações, granizo e até salinização, agora são as geadas que ameaçam a agricultura na Argentina. Nesta semana, o fenômeno climático foi registrado nas zonas rurais dos municípios de Azul, Tandil e Balcarce – todos na província de Buenos Aires. De acordo com informações locais, as temperaturas caíram para abaixo de 4°C, chegando a atingir mínima de 0,4°C em algumas localidades.

As geadas, totalmente fora de época no ano, foram relatadas por produtores bonaerenses ao jornal La Nación. Em geral, esse fenômeno climático costuma ter seu primeiro registro na região por volta de meados do mês de maio, estendendo-se até o mês de agosto. 

O tempo extremo veio na pior hora para os sojicultores da região: justamente em um momento no qual a oleaginosa se encontra em floração. Também os produtores de milho sofreram com o frio à medida que o cereal está em estágio de polinização.

Segundo o La Nación, a temperatura próxima dos 0°C não foi detectada de forma generalizada. No entanto, as temperaturas ficaram abaixo dos 4°C a 5°C e diversos lugares, o que foi suficiente para provocar danos tanto na soja como no milho de uma das principais regiões produtoras do país vizinho.

O ano de 2017 foi complicado para o agronegócio da Argentina, sendo marcado por “emergências agrícolas” decretadas por todo o país. “Dez anos atrás, estávamos sob um sistema climático com menos eventos extremos. O clima tornou-se um enigma, tornou-se mais imprevisível e errático”, afirma Ernesto Viglizzo, pesquisador do INTA (Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuaria).
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink