Agricultores perderão US$ 900 milhões com aumento de custo no MT

Agronegócio

Agricultores perderão US$ 900 milhões com aumento de custo no MT

Por:
1 acessos

A elevação dos custos de produção para a safra 2004/2005 vai reduzir em US$ 900 milhões a lucratividade bruta gerada pela sojicultura em Mato Grosso. A afirmação foi feita pelo secretário de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso, Otaviano Pivetta. O impacto dessa perda, segundo o secretário, será sentido fortemente pela sociedade mato-grossense, especialmente pela população dos municípios que têm na sojicultura a principal base de sua economia.

“Poderemos assistir a um cenário de extrema dificuldade para a agricultura mato-grossense, pois a conjuntura está desfavorável este ano para os produtores”, frisou Pivetta.

O secretário apontou três fatores como causas do prejuízo que se avizinha para os produtores este ano: a elevação dos preços dos fertilizantes; a forte defasagem cambial; e, por último, os gastos com fungicidas para o combate à ferrugem asiática — que já atinge quase 30 municípios de Mato Grosso.

No caso dos fertilizantes, Pivetta lembra que os produtores pagaram estes insumos com o dólar cotado a R$ 3,10. Na mesma época, o preço médio da saca de soja, em torno dos US$ 10,00 equivalia a R$ 31,00. Desde então, o dólar recuou mais de 10% frente ao real e, no momento, gira na casa de R$ 2,71. Ou seja, só com a defasagem cambial, os produtores perderam nos últimos meses R$ 3,90 por saca comercializada.

Agravando a situação, a ferrugem asiática segue avançado pelos campos de soja mato-grossenses. Já foi identificada a presença do fungo da ferrugem em 28 municípios -, o que obrigará os produtores a investirem em mais aplicações de fungicida para manter a praga sob controle e reduzir perdas.

"O custo de produção por hectare para a próxima safra, em relação à safra passada, terá um aumento equivalente a 15 sacas de soja. Ao custo de US$ 10 a saca, são US$ 150 a mais por hectare. A estimativa é de que em Mato Grosso sejam plantados seis milhões de hectares. Multiplicando tal área por US$ 150, têm-se a fabulosa quantia de US$ 900 milhões de prejuízo, o que equivale hoje a cerca de R$ 2,43 bilhões. É um prejuízo muito forte que vai comprimir seriamente a renda do produtor e, por conseqüência, atingirá negativamente toda a cadeia econômica ligada à agricultura mato-grossense", explicou Otaviano Pivetta, que recomendou cautela aos produtores na hora de vender a produção ou mesmo tomar qualquer decisão em relação ao plantio de soja transgênica, “que ainda não comprovou as suas vantagens para os produtores”.

A perspectiva de crise no setor agrícola preocupa, e muito, o governo do Estado. Como medida preventiva de proteção ao equilíbrio fiscal, o governador Blairo Maggi estuda o contingenciamento do Orçamento Geral do Estado e determinou a secretários, presidentes e diretores de órgãos da administração direta e indireta mais rigor no controle de gastos de todos os setores da administração.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink