Agricultura do Tocantins terá mais recursos do BB em 2007
CI
Agronegócio

Agricultura do Tocantins terá mais recursos do BB em 2007

O financiamento da safra 2006/2007 terá recursos pelo menos 25% superiores aos da safra passada
Por:

O financiamento da safra 2006/2007 no Tocantins terá recursos pelo menos 25% superiores aos da safra passada. A informação é do presidente do Banco do Brasil (BB), Antônio Francisco de Lima Neto, que prestigiou nessa quarta-feira (31-01) a posse da nova diretoria do Conselho Deliberativo do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Tocantins, juntamente com o governador do Estado, Marcelo Miranda. Lima Neto disse que o BB tem meta de continuar crescendo mais que o Tocantins. “O Estado é bom para investimentos e excelente para se chegar ao futuro”, pontuou o presidente do Banco, em discurso.

De acordo com números apresentados por Lima Neto, ano passado foram investidos R$ 200 milhões na safra. “Não queremos que o Banco fique parado. Queremos investir R$ 250 milhões na safra deste ano, no Tocantins”, disse em entrevista. Ele pontuou ainda que o BB é líder em investimentos para micro e pequenas empresas, chegando a R$ 100 milhões para capital de giro e outros R$ 50 milhões em financiamentos para investimentos. Lima Neto disse que a carteira de investimentos para as micro e pequenas empresas no Tocantins deverá crescer 40%. “No País queremos crescer 40%; nossa carteira é de R$ 20 bilhões e crescerá cerca de R$ 8 bilhões. No Tocantins não será diferente”, pontuou Lima Neto. O banco também anunciou outros investimentos no Estado, como a implantação de mais duas agências e a construção do prédio da superintendência ainda nesta semestre, com investimento de R$ 5 milhões.

O governador Marcelo Miranda destacou que o Estado vai continuar incentivando os micro e pequenos empresários. “Vamos continuar incentivando, aprimorando e criando novos incentivos. A intenção é fortalecer os micro e pequenos empresários”. O Governador também destacou que o Estado está fazendo todo o possível para atrair mais empresas. “Estamos dando oportunidade para apresentação de projetos, que serão estudados”, frisou.

Posse

A solenidade de posse da nova diretoria do Sebrae ocorreu no Palácio da Cidadania, sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Tocantins (OAB-TO). O novo presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Ângelo Crema Marzola Júnior, disse que trabalhará em harmonia com a diretoria executiva. “Queremos fomentar o mini e pequenos empreendedores, fortalecendo os negócios, tirando da informalidade para gerar renda para a população do Estado”, destacou. Em discurso, Júnior Marzola destacou que pretende lutar contra a burocracia e a informalidade.

O novo superintendente do Sebrae, o funcionário de carreira do Banco do Brasil Paulo Henrique Ferreira Massuia, disse que vai trabalhar para maximizar os recursos do órgão, com “foco, velocidade e resultado”. Quebrando o protocolo, disse aos consultores que será preciso “sebo nas canelas”, por causa da aceleração dos processos e foco nos resultados, segundo havia pontuado anteriormente o presidente eleito, Júnior Marzola.

Também tomaram posse na diretoria administrativa-financeira João Raymundo Costa Filho, e na diretoria técnica Maria Emília Mendonça Jaber.

Entenda

O que: Durante a posse da nova diretoria do Sebrae, nessa quarta-feira (31-01) no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Palmas, o presidente do Banco do Brasil, Antônio Francisco de Lima Neto, anunciou que haverá uma expansão na liberação de recursos para a agricultura no Tocantins em cerca de 25%. Segundo Lima Neto, para a safra passada foram liberados R$ 200 milhões, e a estimativa para esta safra é de R$ 250 milhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink