Agricultura rejeita selo de qualidade para trabalho em canaviais

Agronegócio

Agricultura rejeita selo de qualidade para trabalho em canaviais

Relator questionou os requisitos para que as empresas façam jus ao selo
Por:
1409 acessos
A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural rejeitou nesta quarta-feira (4) o Projeto de Lei 3796/08, da deputada Rebecca Garcia (PP-AM), que cria o selo de qualidade nas relações de trabalho no cultivo e na indústria canavieira e assegura que essas empresas terão preferência para obtenção de crédito em instituições federais.

Os parlamentares concordaram com o relator, o deputado Homero Pereira (PR-MT), que recomendou a rejeição da proposta. Ele questionou os requisitos para que as empresas façam jus ao selo.

Justificativas
Segundo Pereira, a exigência de que a empresa possua certidão negativa de autuações trabalhistas desqualifica as firmas antes que seja feita a avaliação dos recursos de defesa apresentados pelos proprietários. O mesmo se aplica à obrigatoriedade de que a empresa esteja adimplente com suas obrigações fundiárias e previdenciárias.


O relator argumentou ainda que “fornecer programa de alfabetização gratuito (outro requisito para o selo) é atribuição dos governos federal, estaduais ou municipais”. Além disso, “a inclusão de mulheres e deficientes físicos no ambiente de trabalho pode ser considerada discriminatória com relação aos homens, ao passo que os deficientes físicos já dispõem de legislação específica que os ampara”.


Homero Pereira destacou ainda que, nos últimos anos, têm sido empreendidas ações para proporcionar melhores condições de trabalho na atividade agrícola, especialmente para o cortador de cana-de-açúcar. Entre as ações citadas está o “Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Cana-de-Açúcar”, firmado em 2009, que visa garantir novos direitos e melhor qualidade de vida aos trabalhadores.


Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink