Agro: VBP de 2020 bate recorde e soma mais de R$ 72,5 bilhões em Goiás
CI
Imagem: Leonardo Gottems
GOIÁS

Agro: VBP de 2020 bate recorde e soma mais de R$ 72,5 bilhões em Goiás

Cifra coloca estado entre os seis maiores produtores do Brasil
Por: -Aline Merladete

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), em Goiás, somou mais de R$ 72,5 bilhões, em 2020. O valor apresenta crescimento de 18,7% em relação ao ano anterior e se torna recorde entre os registros da série histórica, feita desde 1989. Os dados foram divulgados nesta semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A cifra coloca Goiás entre os seis maiores estados, em relação ao VBP, com uma participação de 8,3% do total nacional, que foi de R$ 871,3 bilhões.

As lavouras goianas tiveram faturamento de mais de R$ 48,8 bilhões, o que representa aumento de 23,8% em relação a 2019. Já em relação à pecuária, o acréscimo foi de 9,3% em relação ao ano anterior, totalizando VBP de mais de R$ 23,7 bilhões.

Na agricultura, os maiores crescimentos registrados, em relação a 2019, foram nos valores da produção de arroz, soja e milho. O arroz cresceu 57,3% e alcançou VBP de R$ 164,2 milhões (8º lugar no ranking nacional). Já a soja, que teve o segundo maior crescimento (54,8%), foi a produção de maior valor, com o consolidado de R$ 24,6 bilhões; e o milho, que também teve crescimento expressivo, chegou ao faturamento de R$ 10,4 bilhões (aumento de 39,5%). Os VBPs da soja e do milho goianos posicionam o Estado em terceiro lugar nacional, em ambas as culturas.

O tomate foi destaque pela representatividade em relação ao ranking nacional. O fruto mantém o Estado como o maior VBP da produção nacional, em primeiro lugar no ranking, com faturamento de R$ 2,7 bilhões.

Em relação à pecuária, houve crescimento no faturamento da produção de bovinos e suínos. O VBP dos bovinos foi de R$ 11,7 bilhões (aumento de 17,8% em relação a 2019) e o dos suínos de R$ 1,1 bilhão (acréscimo de 18,7%). O faturamento do leite também é destaque, com crescimento de 11,4% e total de R$ 4,9 bilhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink