AgroBrasília terá presença maior de máquinas e insumos

Imagem: Marcel Oliveira

FEIRA DIGITAL

AgroBrasília terá presença maior de máquinas e insumos

O evento virtual ocorre de 6 a 10 de julho, em uma plataforma virtual
Por:
114 acessos

A AgroBrasília Digital está cada vez mais próxima e será significativa a presença de empresas de diversos segmentos, que apresentarão no evento as melhores tecnologias, produtos e serviços, com condições e preços atrativos aos produtores. É o caso dos setores de máquinas e equipamentos – incluindo agricultura de precisão e irrigação – e de insumos.

O evento virtual ocorre de 6 a 10 de julho, na plataforma https://digital.agrobrasilia.com.br/. Em cinco dias, o público irá navegar pelo site de forma gratuita e ilimitada, acessando inúmeras opções para incrementar os empreendimentos rurais. Também haverá intensa programação técnica, com palestras virtuais e lives sobre temas relevantes e atuais. O conteúdo, exclusivo, ficará armazenado na plataforma, também com acesso livre.

O presidente da AgroBrasília Digital, Ronaldo Triacca, garante que a versão virtual manterá o nível de excelência do evento físico. “O renome que a Feira conquistou nos impõe a responsabilidade de manter elevada a qualidade. Nossa intenção é fazer uma bela feira digital”, destaca.

As empresas de insumos – sementes, adubos, corretivos – puderam aproveitar os campos que estavam plantados no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, onde ocorre o evento físico. Todas essas empresas estarão na plataforma da AgroBrasília Digital, em que irão divulgar seus produtos, incluindo lançamentos.

A participação do segmento de máquinas e equipamentos, incluindo agricultura de precisão e irrigação, é outro destaque. “As empresas, que estão inserindo os seus produtos no site, apresentarão preços e condições atrativos para o produtor durante a Feira digital”, registra o presidente da AgroBrasília.

Abrangência

A AgroBrasília é uma das maiores feiras do agro nacional e tem como área de abrangência o Planalto Central, região marcada por altos índices de produtividade, maiores que a média nacional, e uso intensivo de tecnologia. Em 2020, o Centro-Oeste deve responder por R$ 222,19 bilhões do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Brasil – é quase 1/3 do total de R$ 703,8 bilhões estimado para esse ano.

Na região, verdadeira vitrine tecnológica, é possível encontrar diversidade de culturas, com destaque para a soja, sementes de soja, feijão irrigado, milho irrigado e trigo irrigado. Em algumas culturas, os estados que compõem o Planalto Central ocupam o topo do ranking nacional de produtividade, a exemplo do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais.

Quanto ao perfil do produtor, pesquisa da consultoria global de gestão e estratégia Boston Consulting Group apontou que 45% dos agricultores brasileiros planejam aumentar o investimento em novas tecnologias voltadas à agricultura digital, em razão das mudanças impostas pela pandemia de covid-19. Também de acordo com o mapeamento, 36% dos produtores do País investem regularmente em digitalização. A maior parte deles está no Centro-Oeste e no oeste da Bahia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink