Agronegócio dá sabor à vida de empresária paranaense
CI
Agronegócio

Agronegócio dá sabor à vida de empresária paranaense

Com apoio do Sebrae, agricultora consolida marca de pimenta e conquista novos clientes
Por:
Com apoio do Sebrae, agricultora consolida marca de pimenta e conquista novos clientes
Brasília – Maria Lúcia da Silva tem três filhos e desde 2004 sustenta a família com o plantio de pimentas. No início, o produto era vendido para uma fábrica especializada em conservas, próxima à propriedade dela em Atalaia, na região metropolitana de Maringá (PR).

Com o tempo, o cliente de Maria Lúcia começou a exigir que as pimentas fossem embaladas. Nessa época, a produção girava em torno de 500 potes e o faturamento era de R$ 600 por mês. A agricultora contava com a ajuda de uma vizinha em todo o processo, da colheita à venda.

Em 2005, ela conheceu o Sebrae e participou do curso Aprender a Empreender, que desenvolve o espírito empreendedor dos participantes e ensina conceitos do mercado e das finanças das empresas.

O aprendizado preparou Maria Lúcia para conquistar novos clientes e ela decidiu que era hora de investir no negócio. “Com o acompanhamento dos consultores, reestruturei a atividade e implantei melhorias em gestão, instalações físicas, higienização, processo produtivo e até a forma de me comunicar com os clientes”, afirma.

A transformação não trouxe só o aumento da renda para a família Silva, mas também competitividade e credibilidade para o empreendimento, o que facilitou a obtenção de crédito pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Com o dinheiro, Maria Lúcia comprou vidros para embalar sua produção e confeccionou os rótulos. A marca foi batizada como Sabor da Vila.

“O Sebrae me deu ferramentas para realizar algo que sequer havia sonhado. Nunca imaginei que, um dia, encontraria um produto com o meu nome nos mercados. Nunca tive medo de trabalhar, mas, sem oportunidade e conhecimento, você não cresce”, comenta.

De lá pra cá, a produção aumentou para dois mil vidros, o que dá uma receita mensal de R$ 7 mil e os potes de pimenta de Maria Lúcia dão sabor às feiras realizadas em todo o estado do Paraná.




Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink