Agronegócio paulista registra saldo de US$ 5,31 bilhões até julho

Agronegócio

Agronegócio paulista registra saldo de US$ 5,31 bilhões até julho

Desempenho do setor registra aumento de 1% em relação ao mesmo período de 2008
Por:
191 acessos

O saldo comercial do agronegócio paulista, ou seja, a diferença entre exportações e importações, atingiu US$ 5,31 bilhões no período de janeiro a julho (aumento de 1% em relação ao mesmo período de 2008). Os dados são do Instituto de Economia Agrícola da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (IEA). De acordo com levantamento do instituto, as exportações caíram 9,4%, para US$ 8,56 bilhões, enquanto as importações apresentaram diminuição ainda maior (22,4%), para US$ 3,25 bilhões.

As importações paulistas nos demais setores - exclusive os agronegócios - somaram US$ 23,70 bilhões, frente a exportações de US$ 14,40 bilhões, gerando um déficit externo desse agregado de US$ 9,30 bilhões. Os autores do estudo Sueli Alves Moreira Souza, José Roberto Vicente e José Sidnei Gonçalves, afirmam que o déficit do comércio exterior paulista só não foi superior devido ao desempenho do agronegócio estadual, cujos saldos se mantiveram positivos.

A participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado cresceu 8,5 pontos percentuais, enquanto a participação das importações aumentou apenas 0,7 ponto na comparação com os primeiros sete meses de 2008. Isso revela o impacto da crise econômica sobre a indústria paulista.

As exportações do agronegócio brasileiro recuaram 11,3%, para US$ 39,20 bilhões, em relação ao mesmo período do ano anterior. Já as importações do setor diminuíram 34,0%, para US$ 9,67 bilhões, resultando no superávit de US$ 29,53 bilhões (0,1% superior). "Portanto, o desempenho dos agronegócios sustentou a balança comercial brasileira, uma vez que os demais setores, com importações de US$ 57,53 bilhões e exportações de US$ 44,89 bilhões, produziram no período um déficit de US$ 12,64 bilhões", constatam os técnicos do IEA.

Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo representaram 21,8% nos primeiros sete meses do ano, ou seja, 0,4 ponto percentual a mais do que no mesmo período de 2008. As importações representaram 33,6%, sendo 5 pontos percentuais superiores à verificada no ano anterior.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink