Agropecuária catarinense fatura R$ 28,8 bilhões em 2016

Agronegócio

Agropecuária catarinense fatura R$ 28,8 bilhões em 2016

Agropecuária catarinense supera a crise e fatura R$ 28,8 bilhões em 2016.
Por:
915 acessos

Agropecuária catarinense supera a crise e fatura R$ 28,8 bilhões em 2016. O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Santa Catarina já é 16,2% superior ao faturamento do ano passado. Após dois anos seguidos de preços perdendo para a inflação, em 2016, boa parte dos produtos da agropecuária catarinense tiveram seus preços em forte elevação. Os números e o faturamento dos principais produtos da agropecuária catarinense fazem parte da Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina, lançada nesta terça-feira, 13, em Florianópolis.
 
O crescimento do VBP em 2016, que teve um aumento real (descontada a inflação) de 3,5%, deve-se ao aumento dos preços dos produtos agrícolas e não somente ao aumento da produção. O coordenador da Síntese da Agricultura, Tabajara Marcondes, explica que dos 20 principais produtos da agropecuária catarinense, 12 tiveram aumento de preço ao produtor superior à inflação medida no transcorrer na safra. Os aumentos mais significativos foram observados no alho, milho, feijão, leite, banana, frango, arroz e soja. 
 
Segundo o secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, os bons resultados demonstram a excelência do agronegócio catarinense. “Os produtores rurais de Santa Catarina são motivo de orgulho para todos nós. São trabalhadores dedicados que apóiam o Governo do Estado nas medidas para melhorar a sanidade dos rebanhos e a produtividade das lavouras. Essa parceria entre o Governo e os produtores vem trazendo bons frutos e fazendo do nosso estado uma referência no agronegócio”. 
 
Pecuária
A pecuária segue como destaque no faturamento catarinense. Em 2016, o setor é responsável por R$ 17,1 bilhões, devido, principalmente, à produção de carne de frango, suínos e leite. São esses produtos que possuem o maior faturamento da agropecuária catarinense. Só a carne de frango, produto com o maior VBP, responde por R$ 7,1 bilhões. 
 
A grande surpresa é o crescimento na produção de carne bovina, em três anos o faturamento aumentou 73% e chegou a R$ 1,3 bilhão em 2016, sendo o 6º maior VBP da agropecuária de Santa Catarina. 
 
Lavouras
As lavouras faturaram mais de R$ 9,6 bilhões em 2016, com grande participação da produção de grãos. A soja é o quarto produto com maior VBP na agropecuária catarinense, com um faturamento de R$ 2,4 bilhões, um crescimento de mais de 60% em relação a 2013.  As lavouras temporárias têm seu destaque com o alho e o fumo, que respondem, respectivamente, por R$ 243,6 milhões e R$ 1,9 bilhão de VBP. 
 
Produção
Santa Catarina se mantêm ainda como o maior produtor nacional de suínos, maçã, cebola, pescados e moluscos. Segundo maior produtor de carne de frango, pêra, fumo, arroz e palmito. Terceiro maior produtor de erva-mate, alho e cevada. Quarto maior produtor de banana e quinto maior produtor de leite, uva e trigo. 
 
Exportação
O agronegócio se consolida ainda na pauta de exportações de Santa Catarina. Nos últimos anos, o setor respondeu por mais de 60% de tudo o que é exportado pelo estado. Em 2015, o agronegócio contribuiu com US$ 4,9 bilhões dos US$7,6 bilhões exportados por Santa Catarina. Com destaque para as carnes de frango e de suínos que, juntas, arrecadaram mais de US$ 2,2bilhões. Santa Catarina hoje responde por 25% das exportações de carne de frango do país, e por 34% das exportações de carne suína. 
 
Os dados da produção e preços dos produtos agropecuários de Santa Catarina foram obtidos a partir de levantamento da Epagri/Cepa. Para acessar a 37ª edição da Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina basta acessar o link.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink