Agtech deverá ser mais abrangente, diz especialista

TECNOLOGIA

Agtech deverá ser mais abrangente, diz especialista

"O monitoramento é fundamental"
Por: -Leonardo Gottems
532 acessos

A tendência é de que a tecnologia dentro da agricultura seja cada vez mais abrangente e contemple questões que vão além da tomada de decisões sobre aplicação de fertilizantes. De acordo com Barclay Rogers, chefe de desenvolvimento de negócios da Ceres Imaging, o futuro do agtech envolve desde direcionamento de alocação de recursos até estimativas de produtividade. 

Segundo ele, a agricultura de precisão se concentrou principalmente na criação de zonas de gerenciamento dentro de campos com base no potencial relativo e na orientação das decisões de recursos dentro dessas zonas. “O monitoramento durante a temporada, como imagens de alta resolução suportadas por análises, é fundamental para tomar decisões informadas com base nas condições reais de crescimento”, comenta. 

Além disso, Ragers afirma que um ponto de atuação importante do desenvolvimento da tecnologia na agricultura será no melhoramento da performance dos produtos. “As soluções de Big Data são ideais para informar melhor a compreensão do desempenho do produto. Por exemplo, rastreando variedades de sementes em grandes áreas, podemos obter informações valiosas sobre o desempenho real - essa variedade funciona bem nesses tipos de solo nessas condições de crescimento”, comenta. 

Nesse cenário, a irrigação também vem demandando de um aumento de investimento em agtech motivada pelas questões ambientais, já que muitas vezes esse sistema acaba desperdiçando água, o que prejudica o meio ambiente e também a produção. No entanto, o fator mais importante para o especialista são as chamadas zonas de gestão. 

“Ainda temos espaço para melhorar nossas práticas de zona de gerenciamento, definindo-os em relação ao desempenho real do campo, o que poderia levar à criação de zonas de semeadura de taxa variável com base nos padrões históricos de emergência, incorporando dados mais limpos e melhorando a resolução espacial”, finaliza. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink