Águia espera destravar empreendimento no segundo semestre
CI
Imagem: Divulgação
EM 2022

Águia espera destravar empreendimento no segundo semestre

Executivo diz que a expectativa é de produzir o fertilizante entre 10 a 12 meses
Por: -Aline Merladete

Após dar mais um passo para iniciar as atividades do projeto de uma mina e uma fábrica de fosfato na cidade de Lavras do Sul, no interior do Rio Grande do Sul, a Águia Fertilizantes planeja destravar o empreendimento ainda no segundo semestre de 2022. A empresa já investiu cerca de 80 milhões de reais, e para as obras estão previstos mais 30 milhões de reais, segundo a companhia, como a deficiência em fertilizantes já vem de longa data, o Brasil poderá reduzir a dependência do insumo com o início da operação da mina e da fábrica.

No mês de abril, a Justiça Federal já declarou impedida de julgar ação do Ministério Público Federal, que tenta derrubar a licença ambiental prévia obtida para execução da obra. O MPF alegou ausência de uma audiência pública para debater o tema e impactos aos tradicionais pecuaristas da região. No entanto, a Justiça Federal considerou que o empreendimento terá reflexos apenas para a comunidade de Lavras do Sul, e por isso o caso deve ser examinado pela Justiça comum. 

Na expectativa da decisão judicial, a companhia aguarda em seguida a obtenção da licença de instalação para que, em um período de oito a dez meses, a planta entre definitivamente em operação. No momento em que o Brasil lida com escassez e preços altos dos fertilizantes pelos desdobramentos da guerra na Ucrânia, o projeto pode ofertar fosfato com valores competitivos, salientou o CEO da Águia Fertilizantes, Fernando Tallarico. 

O executivo salienta que o Pampafos, fertilizante da Águia, que é um fosfato natural com liberação gradual do fósforo, que é um macronutriente essencial para o crescimento das plantas. O produto também é fonte de cálcio, magnésio e micronutrientes fundamentais para as culturas. Tallarico tem a expectativa de estar produzindo o produto entre 10 a 12 meses. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.