Alemanha confirma existência de galinhas e ovos contaminados

Agronegócio

Alemanha confirma existência de galinhas e ovos contaminados

Por:
144 acessos

Agência EFE - Após fechar cerca de 5 mil fazendas, as autoridades alemãs confirmaram neste sábado que as primeiras análises de galinhas chocadeiras que comeram ração com dioxinas apresentaram taxas desta substância 2,5 vezes acima do permitido.

Segundo o Ministério da Agricultura, esses resultados são referentes a testes com três galinhas procedentes da Renânia do Norte-Vestfália, no oeste do país.

No tecido adiposo dessas aves foi detectada uma taxa de dioxina de 4,99 picogramas por grama (pg/g), quando o máximo permitido é de 2 picogramas (bilionésima parte de um grama).

"A carne não estava sendo vendida. Os animais foram sacrificados e seus corpos incinerados", esclareceu um porta-voz. Os ovos procedentes da exploração agrícola à qual pertenciam estas galinhas foram devolvidos e o ministério publicou na internet os números de série.

Em outras análises, em mais três explorações agrícolas as galinhas apresentaram taxas abaixo de 2 picogramas por grama, enquanto em três os perus apresentaram essa mesma taxa e em seis fazendas com porcos esses animais apresentaram taxas inferiores a 1 picograma por grama.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink