Alface transgênica pode ajudar pacientes com Covid-19

Imagem: Eliza Maliszewski

DESCOBERTA

Alface transgênica pode ajudar pacientes com Covid-19

Produto é eficiente contra aumento da pressão arterial pulmonar
Por: -Leonardo Gottems
3100 acessos

O Dr. Henry Deniell, da Penn State, nos Estados Unidos, desenvolveu vacinas experimentais comestíveis contra patógenos perigosos, bem como alfaces geneticamente modificadas com medicamentos que estimulam a produção de insulina em diabéticos ou controlam a hipertensão arterial pulmonar (HAP). Ele agora está realizando estudos clínicos para explorar se os excelentes resultados com suplementação oral à base de plantas para HAP também podem ajudar a mitigar complicações em pacientes infectados com COVID-19. 

Na hipertensão arterial pulmonar (HAP), a pressão alta nas artérias dos pulmões faz o coração trabalhar muito para bombear o sangue para os pulmões e para o resto do corpo. A condição é rara, mas mortal, e os tratamentos atuais são caros e têm efeitos colaterais e métodos de aplicação são inconvenientes para paciente. Também não há cura. 

O fármaco proteico, constituído pela enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2) e seu produto proteico angiotensina (1-7), pode ser tomado por via oral e, em um modelo animal de HAP, reduzir a pressão e a remodelação da artéria pulmonar. Além disso, estudos rigorosos de toxicologia e resposta à dose sugeriram a segurança do medicamento em animais. Mais trabalho será necessário para desenvolver essa nova abordagem de tratamento para pacientes com HAP.  

"Realizamos uma extensa pesquisa para expressar altamente essas proteínas em plantas de alface e para garantir que o produto seja seguro e eficaz", diz Daniell. "Estamos prontos para avançar com mais trabalho para levar isso à clínica", completa. 

Daniell usou sua plataforma inovadora para cultivar proteínas biomédicamente importantes de vários tipos nas folhas das plantas. O sistema funciona bombardeando fisicamente o tecido da planta com os genes de interesse, fazendo com que os cloroplastos absorvam os genes e depois expressem esta proteína de forma estável. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink