Algodão/CEPEA: Negociação segue lenta

Agronegócio

Algodão/CEPEA: Negociação segue lenta

Estiveram ativos somente compradores interessados em pequenos lotes
Por:
994 acessos

O ritmo de negócios de algodão em pluma segue lento no Brasil, de acordo com pesquisadores do Cepea. Estiveram ativos somente compradores interessados em pequenos lotes. No geral, esses agentes continuam na expectativa de novas quedas nos preços e adquirem apenas o necessário para não interromper a produção. Indústrias trabalham basicamente com o que possuem em estoque. Com o mercado em queda, essas têxteis esperam que os preços tenham decréscimos expressivos nos próximos meses, quando, então, voltariam a adquirir maiores volumes. Comerciantes permanecem flexíveis quanto aos preços pedidos. Por outro lado, boa parte de produtores ainda aposta em cotações firmes para as próximas semanas. Entre 22 e 29 de março, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias recuou 0,9%, fechando a terça-feira a R$ 3,9371/lp. No mês, o Indicador acumula queda de 1,23%.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink