Algodão/CEPEA: Preço para de cair no Brasil
CI
Agronegócio

Algodão/CEPEA: Preço para de cair no Brasil

Indicador referente ao algodão posto na capital paulista acumulou perda de 7,8%
Por:

As quedas do Indicador CEPEA/ESALQ que persistiram por 15 dias úteis consecutivos cessaram, mas as menores paridades de importação e de exportação, diante de quedas nos preços internacionais, podem influenciar novos decréscimos nos valores. Entre 3 e 24 de abril, o Indicador referente ao algodão posto na capital paulista para pagamento em 8 dias acumulou perda de 7,8%, baixando de R$ 2,1778 para R$ 2,0088/libra-peso. Comerciantes e tradings se mostram interessados em negociar os volumes em estoque, adquiridos em períodos anteriores. Compradores, no entanto, fazem aquisições apenas para suprir a demanda de curto prazo, e a oferta de pluma vinha, então, prevalecendo. De modo geral, a liquidez segue baixa. Cotonicultores, especificamente, mantêm-se menos flexíveis, mas com a proximidade de entrada mais expressiva da nova safra e quedas das paridades de importação e de exportação, também começam a se mostrar dispostos a negociar, no intuito de aproveitar os atuais patamares de preços. O fechamento de negócios, no entanto, esbarra na qualidade da pluma, que nem sempre atende a necessidade de indústrias. Para lotes de tipo 31-4 para melhor, esses vendedores permanecem firmes nos valores pedidos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.