Alimentos contribuem para alta de 0,40% do IPC de SP
CI
Agronegócio

Alimentos contribuem para alta de 0,40% do IPC de SP

A alta dos preços do grupo Alimentação que subiram 0,39% foi a principal responsável pela aceleração do índice
Por:

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou alta de 0,40 por cento na terceira quadrissemana de maio, uma aceleração provocada pelo aumento dos preços dos alimentos.

Na leitura anterior, o IPC subiu 0,35 por cento, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (28-05) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Os preços do grupo Alimentação subiram 0,39 por cento, depois de terem registrado uma queda de 0,09 por cento na leitura anterior. A alta do grupo foi a principal responsável pela aceleração do índice.

O grupo Despesas Pessoais teve a maior alta percentual da terceira quadrissemana, de 0,58 por cento. Ainda assim, a variação foi menor do que a apurada na leitura anterior, quando os preços do grupo subiram 0,66 por cento.

Outros grupos também registraram desaceleração. Nos Transportes, os preços avançaram 0,50 por cento, depois de terem subido 0,64 por cento na segunda quadrissemana.

No grupo Saúde, os preços tiveram alta de 0,49 por cento, contra ganho de 0,72 por cento na leitura anterior.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink