Alta nos preços dos grãos aquece venda de máquinas
CI
Agronegócio

Alta nos preços dos grãos aquece venda de máquinas

A recuperação dos preços incentiva os produtores do MT a investir em máquinas
Por:

A recuperação dos preços da soja tem incentivado os produtores do Mato Grosso a voltar a investir na aquisição de máquinas agrícolas, apesar do alto nível de investimento do setor. Segundo o gerente regional de vendas da New Holland, Fábio Pedro, a marca vendeu 88 colhedoras em 2006. Deste total, 70 foram negociadas apenas em novembro e dezembro, e os negócios continuam aquecidos em 2007. Entre janeiro e fevereiro deste ano, foram comercializadas outras 70 colhedoras no Estado.

Pedro prevê um crescimento de 30% nas vendas este ano. “O produtor está mais confiante para investir”, afirmou. A New Holland detém 45% do mercado de colhedoras e 21% do mercado de tratores do Mato Grosso. As vendas, entretanto, poderiam ser maiores, não fosse o alto nível de endividamento dos produtores rurais.

Cenário:

Embora exista uma recuperação das vendas, o número de máquinas vendidas está longe do alcançado em 2004, quando o preço da saca de soja chegou a R$ 60/saca. Pedro lembra, que naquele ano, durante a Agrishow de Rondonópolis, a New Holland chegou a vender 200 colhedoras.

Outro efeito da crise pela qual passou o setor de grãos foi a queda de cerca de 30% no preço das máquinas agrícolas. Atualmente, uma colhedora de porte médio custa em torno de R$ 360 mil, ante cerca de R$ 500 mil há cerca de três anos. “Os fabricantes tiveram que reduzir suas margens”, diz ele.

*A repórter acompanha o Rally da Safra a convite da Agroconsult


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink