Altas comedidas no preço da carne bovina no atacado sem osso

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Carne

Altas comedidas no preço da carne bovina no atacado sem osso

Preços da carne bovina vendida no mercado atacadista têm subido, contudo as altas semanais são muito singelas
Por:

Desde a segunda quinzena de março os preços da carne bovina vendida no mercado atacadista têm subido, contudo as altas semanais são muito singelas. Nos últimos sete dias, por exemplo, a valorização, na média de todos os cortes desossados foi de 0,2%. Considerando o acumulado das cinco semanas a alta foi de 1,8%. 

Neste mesmo intervalo, o preço do boi gordo subiu 3,3% em São Paulo. Portanto, como a elevação nos preços de compra da matéria-prima foi superior ao aumento dos preços de venda da produção, as indústrias têm apurado piores resultados. 

A margem de comercialização dos frigoríficos que desossam está em 16%. Quase quatro pontos percentuais abaixo da média histórica. Levando em consideração a oferta restrita de boiadas, provavelmente não será uma tarefa fácil para o frigorífico “brigar” por preços menores para o boi nos próximos dias. Ao mesmo tempo, em função da lenta recuperação econômica, impor preços maiores para a carne pode comprometer o escoamento da produção.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink