Altas nos preços nas granjas e no atacado
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

SUÍNOS

Altas nos preços nas granjas e no atacado

O mercado de suínos segue firme em julho
Por:
405 acessos

O mercado de suínos segue firme em julho. O animal terminado nas granjas paulistas teve alta semanal, cotado em R$120,00/@ (+9,1%). O aumento foi de 34,1% em relação ao início do mês, ou R$30,50/@. No atacado, o preço seguiu o movimento registrado nas granjas, com alta de R$0,70/kg, com a carcaça cotada em R$9,50 por quilo (+8,0%), alta de 31,9% frente ao início do mês, ou R$2,30/kg.

A exportação de carne suína segue forte e dá firmeza para o mercado interno, pela redução da oferta. Até a terceira semana de julho, o volume médio diário exportado foi 1,42 mil toneladas (Secex) ou 53,2% maior que o volume médio diário exportado em julho de 2019 (Secex). No mercado interno, a demanda foi impulsionada pela boa competitividade da carne suína em relação às demais proteínas e às exportações. No curto prazo a expectativa é de manutenção do cenário atual. As exportações devem continuar firmes, impulsionadas pela demanda chinesa, país que ainda sofre os impactos da peste suína africana.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink