Amazônia Legal tem zoneamento ecológico-econômico publicado

Agronegócio

Amazônia Legal tem zoneamento ecológico-econômico publicado

Ações focam na sustentabilidade do desenvolvimento
Por: -Inez De Podestà
231 acessos

O estudo que orienta a formulação de políticas públicas para o desenvolvimento, ordenamento territorial e meio ambiente da Amazônia Legal foi aprovado nesta quinta-feira, 2 de dezembro, e publicado no Diário Oficial da União. O Decreto nº 7.378 normatiza o Macrozoneamento Ecológico–Econômico (Macro ZEE) da Amazônia Legal, composta pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará, Tocantins, Mato Grosso e parte do Maranhão.

O técnico da Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Roberto Lorena, explica que a elaboração do Macro ZEE da Amazônia Legal se dá a partir dos zoneamentos ecológico–econômicos estaduais e das demandas da comissão interministerial, composta de 14 ministérios, relacionados ao desenvolvimento sustentável. “É um planejamento de médio e longo prazos, com ações de incentivo focadas na sustentabilidade do desenvolvimento”, acrescenta.

Segundo o Macro ZEE, o Ministério da Agricultura deverá direcionar suas ações no setor agrossilvopastoril pelo estabelecimento de vínculo entre suas ações de fomento e zoneamentos agrícolas, que são subsidiados por conhecimentos científicos na área de edafologia (solo), clima, uso de cultivares adequadas, entre outros.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink