Americano vai rever taxa para vítimas do tsunami

Agronegócio

Americano vai rever taxa para vítimas do tsunami

Uma agência independente dos EUA vai rever as tarifas que incidem sobre as importações americanas de camarão
Por:
1 acessos

Uma agência independente dos EUA vai rever as tarifas que incidem sobre as importações americanas de camarão da Tailândia e da Índia, em consideração aos prejuízos causados pelo tsunami do ano passado.

A Comissão Internacional de Comércio Exterior aprovou por 5 a 1 a revisão que vai definir se as empresas dos Estados Unidos ainda serão prejudicadas pelas importações de camarões da Tailândia e da Índia depois da destruição, em 26 de dezembro, das fazendas de camarões e dos habitats de rações, segundo um comunicado. A decisão final será adotada em 120 dias.

Indústrias da Tailândia, maior exportador de camarões para os Estados Unidos, e da Índia, apelaram para tentar conseguir que as tarifas sejam suspensas para lhes ajudar a resistir às conseqüências do tsunami. As Nações Unidas determinaram que os danos totais causados à carcinicultura da Tailândia e da Índia são de mais de US$ 40 milhões.

A Tailândia sofre tarifa média de 6%; enquanto a Índia paga 9,5%. Os EUA importam 87% de seu consumo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink