Análise Agrolink: Milho reage, mas segue pressionado

Agronegócio

Análise Agrolink: Milho reage, mas segue pressionado

Há expectativa de que o desempenho dos EUA pode melhorar
Por: -Leonardo Gottems
1062 acessos

A Bolsa de Cereais de Chicago registrou baixa de US$ 0,01 no preço do milho nos contratos comercializados para Maio deste ano. O mercado continua pressionado com o relatório pessimista do USDA divulgado na última quinta-feira (28.03). 

Há expectativa de que o desempenho dos EUA poderia aumentar dos atuais 632 milhões de bushels para 850 a 900 milhões, o que pode ser confirmado no relatório do USDA da semana que vem. No entanto, foi visto como negativa a notícia de que a Coréia do Sul comprou 65.000 toneladas de milho durante a noite, provavelmente da América do Sul. 

As margens de produção de etanol continuam a melhorar, o que ajudou a manter a base no interior dos EUA em níveis historicamente elevados. A previsão do tempo mostra que a chance de aumento das chuvas na região norte do Delta durante a próxima semana poderia atrasar o progresso do plantio.



Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink