Análise semanal do mercado do trigo
CI
Agronegócio

Análise semanal do mercado do trigo

Trigo em Chicago recuou um pouco durante a semana
Por:
Comentários referentes ao período entre 21/09/2012 a 27/09/2012

Prof. Dr. Argemiro Luís Brum¹
Emerson Juliano Lucca²

As cotações do trigo em Chicago recuaram um pouco durante a semana, fechando o dia 27/09 em US$ 8,55/bushel, após US$ 8,79 uma semana antes e US$ 8,66/bushel no primeiro dia útil de setembro nos EUA.

O mercado externo do trigo continua sustentado pela situação de oferta na Rússia, onde o governo local anunciou a possibilidade de limitar as exportações do cereal para evitar a alta dos preços internos.

Por sua vez, o analista privado Informa Economics indica que a produção de trigo nos EUA será de 61,8 milhões de toneladas, superando em 14% a colheita do ano anterior. Esse volume é um pouco superior ao anunciado pelo USDA em seu relatório de oferta e demanda de setembro. Assim, o movimento em Chicago está levando mais em conta os fatores externos do que propriamente as condições internas dos EUA.

Paralelamente, as inspeções de exportação de trigo por parte dos EUA chegaram a 610.253 toneladas na semana encerrada em 20/09. No acumulado do ano comercial 2012/13, iniciado em 1º de junho, as inspeções somam 9 milhões de toneladas, contra 10,1 milhões no ano anterior no mesmo período.

Ainda nos EUA, até o dia 23/09 a colheita do trigo de inverno chegava a 25% da área esperada, contra 11% na semana anterior. A média histórica nesta época é de 27% da área já colhida.
 
Enquanto isto, no Mercosul, o porto argentino de Baia Blanca indicava na compra o valor de US$ 325,00/tonelada para o trigo local, ou seja, 11% acima do que os valores negociados no ano anterior. No Up River o valor foi de US$ 335,00/tonelada, com alta anual de 14,7% e no mês de 3,1%. Em Necochea, a tonelada ficou em US$ 330,00,
igualmente na compra, com alta mensal de 6,5%. No Paraguai, a tonelada atingiu a US$ 290,00, com alta mensal de 11,5%. Enfim, o trigo brasileiro para exportação, com entrega na segunda quinzena de dezembro, este cotado a US$ 335,00/tonelada na compra. (cf. Safras & Mercado)

Nesse contexto, na paridade de importação no Brasil, levando-se em conta o valor de US$ 330,00/tonelada FOB Baia Blanca (Argentina), o trigo chegaria aos moinhos paulistas ao valor de US$ 383,00/tonelada. Isso representaria cerca de R$ 779,00 ao câmbio atual. Portanto, o trigo do norte do Paraná poderia ser vendido por até R$ 675,00/tonelada FOB. (cf. Safras & Mercado)

Hoje, no mercado brasileiro, os lotes de trigo estavam sendo negociados entre R$ 660,00 e R$ 675,00/tonelada no Paraná e a R$ 590,00/tonelada no Rio Grande do Sul. No Paraná, a colheita já teria sido concluída em 41% da área, porém, muitas regiões acabaram sendo atingidas por fortes temporais e granizos nesta última semana de
setembro. As perdas ainda estão sendo contabilizadas, inclusive em termos de qualidade do cereal.

Cerca de 8% da safra já teria sido comercializada naquele Estado. Sem considerar as perdas pelas atuais intempéries, o Paraná já colheria 8,5% a menos do que a safra passada em função da redução de área semeada. O recuo só não é maior devido à boa produtividade das lavouras colhidas antes das intempéries, pois, a área plantada recuou 26%. (cf. Safras & Mercado)

No Rio Grande do Sul, após os temporais e granizo da semana anterior, a geada tardia em dois dias desta semana provocou novos estragos e, desta feita, de forma generalizada no Estado. A questão é definir em quanto foram as perdas. Por enquanto, fala-se em um total de 10%, o que significaria um pouco mais de 250.000 toneladas, porém, isso nos parece muito pouco pelo tamanho do problema. Sem falar na perda de qualidade do produto, que certamente ocorrerá.

Enfim, a Conab acabou cancelando o leilão de mais de 51.000 toneladas que estava previsto para esta semana. Alegando problemas técnicos, o sentimento é que a Companhia acabou cedendo às pressões do setor produtivo, em especial o paranaense. Até o momento não há anúncio de nova data para tal leilão.

Abaixo segue o gráfico da variação de preços do trigo no período entre 31/08 e 27/09/2012.
 
 
1_Professor do DACEC/UNIJUI, doutor em economia internacional pela EHESS de Paris-França,
coordenador, pesquisador e analista de mercado da CEEMA.
2_Economista, Mestre em Desenvolvimento, Analista e responsável técnico pelo Laboratório de
Economia Aplicada e CEEMA vinculado ao DACEC/UNIJUÍ.
cotações do trigo em Chicago recuaram um pouco durante a semana
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink