Animais da raça Angus serão doados à Embrapa para pesquisas em ILP
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Animais da raça Angus serão doados à Embrapa para pesquisas em ILP

A Embrapa Clima Temperado irá receber cerca de 50 animais de criadores da raça Angus para ações de pesquisa em ILP
Por:

A Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS) irá receber cerca de 50 animais de criadores da raça Angus para ações de pesquisa em Integração-Lavoura-Pecuária (ILP). Por meio de parceria de cooperação técnica entre a Instituição e a Associação Brasileira de Angus (ABA).  

Num primeiro momento serão recebidas por doação cinco novilhas (de um total de 15 animais) oriundas da Granja Mangueira, situada no município de Santa Vitória do Palmar/RS. Também serão destinados à Embrapa animais de criadores dos municípios de Pelotas e Jaguarão e  300 doses de sêmen com alta genética. “Ao final do ciclo as fêmeas produzidas serão doadas para a Embrapa, e os terneiros e  vacas, devolvidos aos respectivos proprietários”, explicou o gestor do Núcleo Temático em ILP, pesquisador Jorge Schafhauser Júnior.

Benefícios

As doações permitirão a renovação do plantel de animais destinados a estudos em ILP. O rebanho experimental será composto pelas raças Angus e Charolês para avaliação de produtividade dos animais em áreas de grãos (soja, milho e arroz) e de pastagens cultivadas.

“Nosso objetivo é envolver toda a equipe de pesquisadores dentro do sistema de produção, seja avaliando fertilidade do solo, física do solo, potencial das pastagens, presença de ervas daninhas, uso racional de herbicidas nas lavouras, entre outros temas relevantes para realização de uma avaliação de qualidade do desempenho dos animais”, completou Schafhauser.

A parceria da ABA

Para o presidente da ABA, Nivaldo Dzyekanski, a doação de sêmen, embriões e animais permitirá a coleta de dados para formação de um banco de dados de animais Angus de alta genética, com acesso por toda a bovinocultura brasileira, garantindo a produção de carne de qualidade. “Será uma importante ferramenta de formação de animais da raça com alta genética”, disse.

O médico-veterinário e gerente de fomento da ABA, Mateus Pivato, afirma que a parceria é estratégica para a Associação, tendo em vista os inúmeros criadores de Angus nesta região do Rio Grande do Sul, com animais tanto para genética, quanto para produção de carne. “Um rebanho de Angus direcionados para a pesquisa vai gerar informações reais, que serão muito úteis para os pecuaristas da região e especialmente para a raça Angus”, completou.   

O coordenador técnico da ETB, André Andres, e o pesquisador Jorge Schafhauser acreditam que a parceria com a ABA gerará entregas de valor para o setor pecuário da região Sul do país, pois atenderá as demandas dos próprios pecuaristas. Dentre as principais, estão o acesso a métodos para controle de carrapato e para prevenção da Tristeza Parasitária Bovina; a avaliação de desempenho da progênie de touros jovens; a avaliação de desempenho da raça Angus em sistemas de ILP; e a avaliação de desempenho qualitativo e quantitativo da carne Angus.

Renovação do rebanho

Para atualizar o rebanho, a Embrapa também irá realizar remate virtual no dia 3 de dezembro, através doLance Rural. Cerca de 230 animais, entre búfalos e bovinos das raças Jersey e Charolês, serão comercializados. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink