Ano de geada reduz produção em até 50%
CI
Agronegócio

Ano de geada reduz produção em até 50%

Os riscos da produção de frutas de caroço se multiplicam em anos de clima muito frio ou muito quente
Por:
Os riscos da produção de frutas de caroço se multiplicam em anos de clima muito frio ou muito quente. Elas precisam de temperaturas baixas no período de dormência, mas quando as geadas afetam o período de frutificação, a colheita cai drasticamente. Foi o que aconteceu na região de Irati (Centro-Sul) neste ciclo. Par­te dos produtores está colhendo metade do previsto e pode inclusive enfrentar prejuízo.


Como alento, os fruticultores relatam que a qualidade da produção deste ano pode ser considerada excelente. Pêssegos relativamente graúdos, textura consistente e sabor adocicado tendem a satisfazer os consumidores que esperam esta época do ano para saborear a fruta.


Como na Lapa, a região de Ira­­ti tem cerca de 30 produtores de pêssego, porém a produção é bem menor. Eles destinam boa parte do que colhem para o Oeste do estado e conseguem melhores preços do que os pagos na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Chegam a receber três vezes mais que os produtores da Lapa, R$ 1,50 por quilo.


Além da região da Lapa e do Cen­­tro-Sul, a produção estadual de frutas de caroço se concentra na própria RMC, responsável por um quarto da colheita anual. A colheita de todas as regiões vem registrando perdas climáticas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.