ANP planeja outros leilões de biodiesel
CI
Agronegócio

ANP planeja outros leilões de biodiesel

Por:

Já com dificuldades financeiras, a Brasil Ecodiesel teve nesta semana cancelados seus contratos de biodiesel dos leilões 10 e 11 da Agência Nacional de Petróleo (ANP), punição ocorrida por conta da inadimplência nos leilões 9 e 10. Assim, a empresa deixará de vender 66,6 milhões de litros de biodiesel. Também foram cancelados pela agência contratos da Renobras (MT) que também atrasou entregas, que deveria ter ocorrido entre julho e 31 deste mês. "As empresas que não entregarem 50% do produto por quatro semanas seguidas estão sujeitas ao cancelamento. E foi o que ocorreu", explica Edson Silva, superintendente de Abastecimento da ANP.

A agência deve realizar nos próximos dias outro leilão para repor o volume referente aos contratos cancelados das empresas inadimplentes. "A regra do edital é a de que a empresa que tiver contrato cancelado não pode participar dos leilões seguintes. Foi o que aconteceu com a Brasil Ecodiesel. A empresa descumpriu a entrega referente aos leilões 8 e 9, mas o cancelamento do contrato não ocorreu a tempo de impedir sua participação nos leilões seguintes. Mas, conseguimos cancelar essa participação, porque ela não foi concluída, uma vez que a Petrobras ainda não realizou os leilões eletrônicos com as distribuidoras", explica Silva.

Das cinco unidades produtoras de biodiesel da companhia, três estavam inadimplentes. A fábrica de Iraquara arrematou 21,6 milhões de litros e só entregou 95,9%, a de Itaqui contratou 21,056 milhões de litros e somente entregou 85%, e a de unidade de Rosário apenas entregou 85% do volume arrematado.

A Renobras deixou de entregar 95% do volume de 1,2 milhão de litros contratados. A Agrenco (unidade de Alto Araguaia) também teve contrato cancelado pois somente entregou 4% dos 39,6 milhões de litros devidos. "Lamentamos pelas empresas, mas regra é regra e tem que ser obedecida. As punições são sinal de que o mercado é sério e que as empresas que entram nele tem que cumprir as regras", avalia.

Segundo ele, a inadimplência da Brasil Ecodiesel, que é a maior empresa do setor, não atrapalhou o abastecimento, mas obrigou a realização de quatro leilões de estoques estratégicos para atender o programa de mistura.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.