Antonio Galvan é um dos investigados em inquérito do STF
CI
Imagem: Aprosoja Brasil
INVESTIGAÇÃO

Antonio Galvan é um dos investigados em inquérito do STF

A ação investiga incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia
Por: -Aline Merladete

O produtor rural Antonio Galvan é alvo, nesta sexta-feira (20), de mandado de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em Mato Grosso. A ação investiga incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia. O produtor rural Antonio Galvan deveria depor nesta segunda-feira (23.08), ele se apresentou acompanhado de seu advogado, mas uma falha técnica impediu o contato dos policiais de Sinop com os de Brasília, que comandam as investigações. Uma nova data será marcada.

ENTENDA: 

No dia da operação, Galvan afirmou que a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é uma tentativa de intimidação.

Segundo a decisão do ministro Alexandre de Moraes, Galvan e outros investigados têm convocado a população a praticar "atos criminosos e violentos de protesto". O despacho diz ainda que, em 13 de agosto deste ano, a Aprosoja sediou um encontro em que Sérgio Reis faz cobranças em 'tom de ameaça' aos ministros do STF.

Além de Galvan, Moraes abriu inquérito contra outros nove investigados: o deputado Otoni de Paula (PSC) os cantores Sérgio Reis, Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como “Zé Trovão”, e Eduardo Araújo, Wellington Macedo de Souza, Alexandre Urbano Raitz Petersen, Turíbio Torres, Juliano da Silva Martins e Bruno Henrique Semczeszm.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.