Apoiando a vitivinicultura no Vale do Jaguari e Centro do RS
CI
Agronegócio

Apoiando a vitivinicultura no Vale do Jaguari e Centro do RS

Para janeiro próximo está programada uma nova etapa de curso de capacitação técnica em viticultura e enologia, a ser ministrada por técnicos da Embrapa Uva e Vinho
Por:
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por meio da unidade Uva e Vinho, de Bento Gonçalves, é parceira nos esforços para desenvolvimento da vitivinicultura em duas novas áreas de cultivo no Rio Grande do Sul – as regiões do Vale do Jaguari e Centro do Estado. Nesse sentido, para janeiro próximo está programada uma nova etapa de curso de capacitação técnica em viticultura e enologia, a ser ministrada por técnicos da Embrapa Uva e Vinho, no Centro Mesorregional de Vitivinicultura (CMV), junto ao Instituto Federal Farroupilha (IFF) – campus São Vicente do Sul, em Jaguari.


O público-alvo do treinamento, que abordará os temas colheita da uva e elaboração de sucos e vinhos, são técnicos multiplicadores, na sua maioria dos escritórios municipais da Emater-RS/Ascar das regiões. A mais recente etapa da capacitação (sobre identificação e controle das principais doenças da videira, poda, enxertia verde e tecnologia de aplicação de defensivos) aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro, também no CMV, reunindo 69 multiplicadores.

Segundo o analista da Embrapa Uva e Vinho Rodrigo Monteiro, integrante da comissão organizadora do curso, a primeira etapa do treinamento agradou. “Os participantes relataram, na avaliação da capacitação, que os temas foram muito pertinentes e bem trabalhados na abordagem teórico-prática”, relata. “Elogiaram, especialmente, o grau e profundidade do conhecimento sobre o assunto apresentado pelos palestrantes”. O curso, para o qual as vagas já estão preenchidas, é promovido numa parceria entre Embrapa Uva e Vinho, IFF – campus São Vicente do Sul, Emater/RS e Prefeitura Municipal de Jaguari.


O chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Uva e Vinho, Alexandre Hoffmann, observa que as atividades no Centro Mesorregional iniciaram-se a partir de um projeto financiado pelo Ministério da Integração Nacional. Este possibilitou estruturar o CMV, equipado com as condições necessárias para oferecer capacitações a técnicos e produtores, visando à qualificação da produção regional de uvas, sucos e vinhos.

O Centro, detalha Hoffmann, possui um comitê gestor, formado por Embrapa, IFF, Prefeitura Municipal de Jaguari, Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) e Fórum Mesosul, com colaboração da Emater-RS/Ascar e Sebrae-RS. “Trata-se de um grupo formado por entidades comprometidas com o desenvolvimento regional, que aportam equipes e competências para atender aquilo que é demandado pelos produtores, técnicos e lideranças na área de vitivinicultura”, comenta ele, a respeito.


Embora várias ações de capacitação já tenham sido realizadas no CMV, desde setembro de 2011 ficou definida uma programação de atividades no local, até o primeiro semestre de 2012, com foco no atendimento da demanda ecorregional e na capacitação de técnicos da Emater-RS/Ascar, prefeituras e cooperativas, dentre outros interessados.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.