Appa começa a divulgar informações sobre a dragagem de manutenção dos portos
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,170 (1,12%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)


Agronegócio

Appa começa a divulgar informações sobre a dragagem de manutenção dos portos

Objetivo deste é conscientizar e mobilizar a população do entorno
Por:
949 acessos
A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) deu início às atividades do Plano de Comunicação Social da dragagem de manutenção dos pontos críticos do canal de acesso aos portos de Paranaguá e Antonina. Atendendo à determinação do Ibama, na Licença de Instalação – LI nº 834/2011, o Porto de Paranaguá começou a divulgar amplamente o serviço. Uma das ações do plano é o site -
www.dragagem.portosdoparana.pr.gov.br -, que já está no ar.

Detalhes sobre a dragagem do canal de acesso, mapa da área a ser dragada nessa primeira fase, notícias atualizadas, características do equipamento, respostas às principais dúvidas e informações ambientais. Tudo isso está disponível para toda a população, na página que fica no ar até o final dos trabalhos.

“O Plano de Comunicação é uma ação prevista no contrato com a empresa da dragagem: a DTA Engenharia. Para ajudar e fazer as informações chegarem até os interessados – principalmente a comunidade local – disponibilizamos também a estrutura da Assessoria de Comunicação da Appa”, afirma o superintendente Luiz Henrique Dividino.


Mídia – Além do site, encartes serão veiculados no jornal Folha do Litoral, único de circulação diária de Paranaguá, e informes de utilidade pública, divulgados nas rádios do Litoral (Paranaguá, Antonina e Guaratuba). “Nosso objetivo é alcançar o maior número de pessoas, com intuito de esclarecer”, explica o diretor técnico da Appa, Paulinho Dalmaz.

Meio Ambiente - Além do plano de Comunicação Social, o contrato com a DTA Engenharia também prevê um Programa de Educação Ambiental da Dragagem. O objetivo deste é conscientizar e mobilizar a população do entorno.

Todas as comunidades de pescadores artesanais e demais comunidades lindeiras ao complexo estuarino de Paranaguá, mapeadas no estudo, serão abrangidas pelos programas de comunicação social e educação ambiental.

Diversas ações estão previstas, entre elas programas de conscientização e preservação de animais típicos da região. Entre as espécies, está o jacaré do papo amarelo, ameaçado de extinção.

Empresa – De acordo com a DTA Engenharia, tanto o Plano de Comunicação quanto o de Educação Ambiental buscam “promover um conjunto de ações que contribuam para evitar a divulgação de informações equivocadas, esclarecer dúvidas da população, além de divulgar a oportunidade de trabalho no empreendimento”.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink