Aprosoja: Debatendo a sustentabilidade da agricultura brasileira

Agronegócio

Aprosoja: Debatendo a sustentabilidade da agricultura brasileira

Aprosoja Brasil participou do evento Sustainable Intensification: Brazil – na cidade do Rio de Janeiro
Por:
1249 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Aprosoja Brasil participou do evento Sustainable Intensification: Brazil – na cidade do Rio de Janeiro

Esta semana, a agenda da Aprosoja Brasil foi além das lavouras de soja do país, isso porque o presidente da entidade foi convidado a participar do Sustainable Intensification no Rio de Janeiro. Promovido pela Consultoria Britânica Challenge o encontro teve como objetivo reunir diversos stakeholders para debaterem formas de tornar a agricultura brasileira ainda mais sustentável. O presidente da Aprosoja Brasil, Marcos da Rosa realizou a abertura da cerimônia.

Para Da Rosa o tema agenda sustentável para a agricultura é fundamental de ser debatido para desmistificar a ideia que o produtor não cuida da terra. Hoje temos 61%  do  nosso território preservado. Produzimos soja em apenas  3,5%  da área nacional, informou o representante. O presidente da entidade nacional ainda destacou a necessidade de sempre  investir em tecnologia dentro das lavouras. Com a chegada de novas tecnologias os produtores puderam fazer, o que sempre almejaram que é preservar o meio ambiente e cuidar do local em que tiram o sustento da sua família, observou Da Rosa.

Durante os dois dias do evento o Sustainable Intensification  reuniu representantes do governo, entidades comerciais, fabricantes e fornecedores e sociedade de classe,  a ideia é que o diálogo unificado de diversos segmentos possa analisar  os desafios, a fim de fornecer soluções que incentivem e facilitem a formação de novos negócios e parcerias. O presidente da Aprosoja Brasil destacou a necessidade de trabalhar em conjunto para resolver as demandas internas da sojicultora.

Custo de produção próximo a produtividade, falta de seguro agrícola que proteja a renda e as intemperes climáticas. Faltam investimento por parte do governo na área de logística e também a modernização da Legislação Trabalhista e Ambiental , permitindo assim o desenvolvimento e não o retrocesso do país.

O representante da entidade nacional salientou os recordes da produção de grãos no Brasil. Mesmo com déficit em segurança jurídica, o Brasil é quase o primeiro produtor mundial de soja, perdendo só para os EUA, ainda podemos dobrar a nossa área plantada em áreas já abertas, especialmente de pastagens. Mas para nossa produtividade aumentar é necessário investimento explicou Marcos da Rosa.

Palestras

Durante os dois dias os participantes puderam participar de workshops e palestras. Representando a Aprosoja Brasil, o delegado da entidade, Ricardo Arioli apresentou o projeto Soja Plus. Para Arioli mostrar os cases de sucesso das propriedades brasileiras e as alternativas que os produtores usam para produzir com mais sustentabilidade é essencial. O Sustainble Intensification é uma forma de trocar experiências com outras representantes e aprender o que há de melhor no mercado.

O Soja Plus é um projeto de promoção da regularização das propriedades a legislação ambiental e trabalhista no ambiente rural. O projeto ganhou relevância e hoje é um passaporte da sustentabilidade para soja brasileira. 

Conheça mais o projeto Soja Plus

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink