Aprosoja/MT busca alternativas para a retomada de leilões

Agronegócio

Aprosoja/MT busca alternativas para a retomada de leilões

Mecanismos são importantes para a venda e o escoamento da safra 08/09 que iniciou a colheita esta semana
Por: -Renata
355 acessos
O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Glauber Silveira, irá a Brasília na próxima terça-feira (16.06) para tentar reverter a suspensão dos próximos leilões de milho da safra 2008/2009 mato-grossense. A decisão de não promover novas ofertas públicas para o estado foi tomada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), após a constatação de irregularidade nos leilões já realizados.

Glauber informa que a divulgação da informação por parte da Aprosoja tem como objetivo alertar para que o produtor não se deixe enganar por pessoas mal-intencionadas. Segundo informações da Conab, a irregularidade diz respeito a não produtores ofertando milho no leilão, constatada por averiguação nos CPFs dos participantes.

“Vamos à Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) porque precisamos encontrar alternativas aos leilões para não prejudicar a continuidade desse importante mecanismo para viabilizar a comercialização e o escoamento da safra de milho”, afirma o presidente da Aprosoja/MT.

Em algumas regiões do estado, o valor de venda está abaixo do preço mínimo estabelecido pelo governo federal para Mato Grosso, de R$ 13,20, tanto para o mercado disponível quanto para a venda futura. E a tendência é de mais baixa para as próximas semanas em função do aumento da oferta proveniente do início da colheita esta semana em Mato Grosso.

Na semana passada, o Mapa havia informado ao presidente da Aprosoja sobre a retomada dos leilões de milho para a safra 08/09 mato-grossense, por meio do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) e do Prêmio para Escoamento de Produto (PEP), em atendimento à solicitação da entidade.

“Entendemos que deve haver punição para quem está atuando irregularmente e reforçamos a necessidade de manter os leilões para que os recursos obtidos junto a esses mecanismos de venda cheguem às mãos de quem realmente precisa, que são os produtores”, afirma Glauber ao reforçar o posicionamento da Aprosoja/MT.

A rentabilidade dentro do estado na safra 08/09 tem variações negativas de R$ 4,56/sc, R$ 3,29/sc e R$ 2,19/sc, dependendo do uso de tecnologia e da produtividade alcançada.

Essas variações motivaram o pleito da entidade para que a Conab estabeleça divisões aos leilões em três regiões: Norte, Médio-Norte e Sul de Mato Grosso. O pedido também foi aceito e cada região terá quantidade ofertada de acordo com a participação na produção de milho no estado.

A entidade também solicitou a redução do limite de oferta por produtor (CPF) por entender a necessidade de ter um maior número de participantes, pulverizando, assim, as vendas no estado por meio do leilão.

As informações são da assessoria de imprensa da Aprosoja.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink