Aprosoja quer saída para credores

Agronegócio

Aprosoja quer saída para credores

Por:
291 acessos

A Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja) e o Sindicato Rural de Primavera do Leste realizaram ontem reunião com os produtores de soja credores da Viana Trading Exportação e Importação de Cereais Ltda, com o objetivo de apresentar a análise feita sobre o processo de recuperação judicial da empresa. O encontro ocorreu na sede do Ceagro.

“Analisamos o plano apresentado pela Viana, explicamos como funciona a recuperação judicial e mostramos a percepção da associação sobre o processo e os caminhos existentes que os produtores/credores poderão tomar para receber os recursos oriundos das vendas realizadas à empresa”, explicou o presidente da Aprosoja, Glauber Silveira.

A explanação foi feita com base nos resultados do trabalho realizado pelo auditor independente Antônio Gomes Martins, credenciado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e contratado pela Aprosoja para acompanha o processo de recuperação judicial da Viana Trading, sob anuência da Justiça.

A juíza Viviane Brito Rebello Isernhagem, da 2ª Vara Cível de Primavera do Leste, autorizou a entidade a participar de todo o processo como auxiliar do administrador judicial e da Justiça, atendendo à solicitação da própria Aprosoja, feita por meio de petição.

O pedido da associação teve como objetivo a lisura no processo de recuperação, obtendo a real situação econômica, financeira e contábil da empresa.

“Queremos que tudo transcorra com a maior transparência para que os produtores tenham o mínimo de perda possível”, pontua Glauber, ao lembrar que o acompanhamento da Aprosoja atende ao pleito dos produtores.

O presidente do Sindicato Rural de Primavera do Leste, Milton Rossetto, mostrou-se preocupado, “pois uma das propostas da Viana é pagar alguns produtores em até 10 anos, com um ano de carência”.

A Viana Trading tem forte atuação em Primavera do Leste e, segundo levantamento da Aprosoja, responde por 65% do mercado de comercialização de grãos no município.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink