Aprovada norma global de luvas para defensivos

PROTEÇÃO

Aprovada norma global de luvas para defensivos

Decisão leva em conta resultados obtidos em pesquisas brasileiras
Por: -Leonardo Gottems
1791 acessos

Uma nova norma global de luvas protetivas para defensivos agrícolas foi aprovada com base em pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. De acordo com Hamilton Ramos, que é pesquisador da Secretaria e também atua no Instituto Agronômico (IAC), a norma ISO 18889 recebeu seu aval em reunião ocorrida na China, mas leva em consideração análises brasileiras. 

Segundo informou o pesquisador, que é o coordenador do Programa IAC de Qualidade de Equipamentos de Proteção Individual na Agricultura (Quepia), a ISO 18889 deverá entrar em vigor no prazo de três a seis meses a partir da aprovação. Ele explica que a iniciativa foi criada a 13 anos e tem por objetivo fomentar o desenvolvimento tecnológico da indústria de equipamentos de proteção individual. 

“A principal contribuição dada pela equipe de Ramos à nova ISO 18889 consistiu na descoberta de um corante com índice zero de toxicidade. Este produto substituirá ao herbicida de nome Prowl, o composto químico medianamente tóxico que vinha sendo utilizado na base técnica das avaliações globais da ISO aplicáveis a equipamentos protetivos, como vestimentas agrícolas utilizadas por trabalhadores aplicadores de agroquímicos”, indicou a nota da assessoria de imprensa do programa. 

O pesquisador afirma que “as conclusões de nosso estudo também foram confirmadas por mais quatro laboratórios de fora do Brasil. Ocorreu o mesmo quanto a outros aspectos técnicos pesquisados no CEA que também serão incorporados à base da ISO 18889”. 

“A meta do programa é atrair aos principais fabricantes de luvas protetivas do Brasil. O modelo prevê que essas empresas se associem ao Quepia e submetam produtos à certificação voluntária, como já ocorre, há treze anos, no segmento de vestimentas protetivas para aplicadores de agroquímicos. Da mesma forma, portanto, luvas que receberem aprovação após os testes de laboratório receberão o Selo IAC-Quepia de Qualidade”, conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink