Área de plantio de arroz no Rio Grande do Sul chega a 26%

Agronegócio

Área de plantio de arroz no Rio Grande do Sul chega a 26%

Apesar de evoluir durante esta semana, o plantio de arroz no RS segue atrasado. A previsão do Irga é de que 50% da área esteja plantada até o final do mês
Por:
164 acessos

Apesar de evoluir durante esta semana, o plantio de arroz no Rio Grande do Sul segue atrasado. Segundo o levantamento divulgado pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), a área semeada chegou a 26,5% nesta sexta-feira (26-10). A previsão do Irga é de que 50% da área esteja plantada até o final do mês. Para o diretor técnico do Instituto Valmir Menezes, ainda não há expectativa de perdas de produtividade, “mas poderá ocorrer se uma parcela grande da área for plantada após a metade de novembro”, afirmou.

Segundo Menezes, o plantio está evoluindo rapidamente com a diminuição das chuvas. “Se em sete dias o processo passou de 12% para 26%, a tendência é um aumento considerável já nos próximos dias”, frisou. O atraso da semeadura está localizado em alguns municípios da Planície Costeira Interna, como Camaquã e Tapes. Na Zona Sul o cenário é o mesmo e apenas 15% da área está plantada, frente aos 63% no mesmo período da safra anterior.

Em 2006/07, o plantio chegava a 42,5% no Rio Grande do Sul. “A preocupação do Irga segue sendo a Zona Sul do Estado e também as Planícies Costeiras” esclareceu o presidente do Irga, Maurício Fischer. O presidente acredita que com a previsão de pouca chuva para o final de outubro e para a primeira quinzena de novembro, os trabalhos irão evoluir positivamente e cerca de 80% da área estará plantada dentro da época ideal recomendada pelo Instituto.

A região da Fronteira Oeste tem 38% da área semeada e a Campanha, 41%. Na Depressão Central o processo evoluiu para 16% e na Planície Costeira Externa para 12%. Torres, com 85% do plantio finalizado, e Dom Pedrito, com 70% do processo concluído, são os municípios com maior avanço no plantio de arroz. A área semeada total, até o momento, chega a 275,7 mil hectares.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink