Área plantada com soja volta a crescer no Paraná

Agronegócio

Área plantada com soja volta a crescer no Paraná

A produção de grãos, no Estado, deve aumentar 26% em relação à anterior, passando de 16,5 milhões de toneladas para 20,8 milhões de toneladas de grãos, com possibilidade de safra recorde de soja
Por:
555 acessos
A safra de grãos de verão 2009/2010 no Paraná deverá ter um aumento significativo na área plantada de soja, mas redução nas áreas de todas as outras principais culturas, especialmente o milho.

A produção de grãos, no Estado, deve aumentar 26% em relação à anterior, passando de 16,5 milhões de toneladas para 20,8 milhões de toneladas de grãos, com possibilidade de safra recorde de soja. As previsões foram apresentadas nessa segunda-feira (31-08), em Curitiba, pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab).

“O que se deixa de plantar de milho será plantado com soja”, afirmou o secretário da Agricultura, Valter Bianchini. Para ele, o principal motivo da diminuição da área plantada de milho é o preço, que não vem compensando a produção.

Em 2008, o valor médio, pago ao produtor, por uma saca de 60 quilos do produto, era R$ 19,04. Este ano, a média caiu para menos de R$ 16,53, segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria.

Com a queda nos preços, a área destinada pelo produtor ao milho também caiu. Se, na primeira safra de 2008/2009, foram plantados 1,27 milhões de hectares do grão, agora a área diminuiu 20%, para pouco mais de 1 milhão de hectares. A preferência dos agricultores foi para o soja, cuja área plantada, este ano, subiu 7%, de 4 milhões para 4,28 milhões de hectares.

Bianchini explica que o soja está com valores muito bons no mercado, o que incentiva a troca de culturas. Uma saca de 60 quilos do produto tem sido vendida, este ano, por um preço médio de R$ 44,31. No ano passado, a mesma quantidade valia R$ 42,03.

Segundo o secretário, mesmo o milho tendo produtividade maior que o soja, a produção deve aumentar em relação à última safra. A previsão é de que sejam produzidas 20,8 milhões de toneladas de grãos, 26% mais que os 16,5 milhões de toneladas do ano passado, mas ainda menos que os 22 milhões de toneladas da primeira safra de 2007/2008. No caso do soja, a produção prevista, de mais de 13 milhões de toneladas, seria um recorde para o Estado.

Trigo

Os baixos valores do trigo no mercado estão preocupando a Seab. Com a safra 2008/2009 toda plantada, a expectativa é de que as políticas do Ministério da Agricultura, de manter, com leilões, o preço mínimo do produto, continuem estimulando os agricultores.

Este ano, o excesso de chuvas e doenças derrubaram a produtividade em 9% em relação ao previsto. Mas o aumento em 12% na área plantada, segundo Bianchini, compensou a queda na produção, que deve variar -1% em relação à safra anterior.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink