Argentina busca impulsionar importações para o Vietnã

COMÉRCIO GLOBAL

Argentina busca impulsionar importações para o Vietnã

"O Vietnã reconheceu que a Argentina pode ser certificada"
Por: -Leonardo Gottems
430 acessos

A Argentina está se preparando para exportar até 2 milhões de toneladas de trigo por ano para o Vietnã depois que o país asiático suspendeu os embarques de trigo da Rússia, devido à presença de sementes de cardo. Foi isso que informou a câmara de exportação da Argentina em uma entrevista à Agência Reuters em 30 de outubro.  

A câmara, que representa empresas como Bunge e Cargill, disse à Reuters que a Argentina está conversando com o Vietnã sobre o aumento de seus embarques de trigo das atuais 800.000 toneladas. Informações essas que indicam que o país está tentando aumentar o número de clientes para os seus produtos. 

"O Vietnã reconheceu que a Argentina pode ser certificada livre dessas pragas, o que colocou em risco o trigo russo", afirmou recentemente Gustavo Idigoras, que é chefe da CIARA-CEC, câmara de exportação agroindustrial da Argentina. 

Em meados de outubro, o Vietnã pediu à Rússia que suspendesse a emissão de certificados de exportação de trigo porque encontrou sementes de cardo em remessas russas de trigo. A Argentina, perenemente um dos 10 maiores produtores e exportadores de trigo, deve colher 20,5 milhões de toneladas de trigo em 2019-20, de acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) e exportar 14,5 milhões de toneladas. 

Para finalizar, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projeta que o Vietnã, que não é produtor de trigo, importará 3,7 milhões de toneladas de trigo durante o ciclo de 2019/2020. Levando em consideração às relações do Vietnã, este está também conversando com o Brasil. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink