Argentina tem melhor relação insumo/produção já registrada
CI
INVESTIMENTO

Argentina tem melhor relação insumo/produção já registrada

Os preços dos agroquímicos são razoáveis em comparação com o ganho das vendas de produção
Por: -Leonardo Gottems

Especialistas em negócios agrícolas da Argentina têm afirmado que o país está tendo a melhor relação insumo/produção já registrada na história recente. De acordo com a Red Surcos, principal empresa de agroquímicos da Argentina, isso resulta do investimento significativo em novas soluções tecnológicas para a agricultura. 

Segundo a empresa, os grãos estão registrando bons valores na temporada 2017/ 2018, em relação aos últimos anos.  Para o presidente da Red Surcos, Sebastián Calvo, a situação é visível e os produtores estão usando isso ao seu favor. “Muitos produtores estão cientes dessa situação e estão se aproveitando dela. De fato, no nosso caso faturamos em maio, o dobro do mesmo mês do ano passado”, comenta. 

Isso acontece porque o valor pago pelos agroquímicos ainda se mantém razoável em comparação com o preço que o agricultor consegue receber comercializando os seus produtos. Desse modo, mesmo com a seca dos últimos anos, o produtor está conseguindo equilibrar as suas finanças e investir mais em sua lavoura. "Vai ser um dos melhores anos da nossa história", diz o presidente. 

No entanto, os especialistas estão alertando que esse grande investimento dos agricultores pode aumentar a demanda de tal modo que é possível haver falta de algum insumo no mercado, o que encareceria a produção. Eles citam os casos do cletodim e atrazina, nos quais já existem problemas de suprimento. 

"Isso mostra que em algum momento mais insumos comprados pelos produtores começarão a subir também.Para nós, essa situação nos faz redobrar nossos esforços em novos investimentos que já estamos enfrentando. Estamos expandindo as linhas de produção e instalando nova”, explica Calvo. 

Agora, a recomendação das empresas e dos especialistas da área é para que os produtores comprem os insumos nesse preço, antes que os aumentos sejam aplicados, a fim de  garantir a rentabilidade da próxima safra. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink