Armazenamento de água: sustentabilidade e segurança
CI
Agronegócio

Armazenamento de água: sustentabilidade e segurança

Uso pode ser feito para molhar flores e hortaliças
Por:
Uso pode ser feito para molhar flores e hortaliças e, em algumas caixas d’água, já é possível, através de um pequeno desvio, a retirada de impurezas que ficam depositadas no fundo dos recipientes
 
Após a indicação dos centros metereológicos de que a tendência das chuvas é entrar em normalidade, e conseqüente voltar às médias mensais, os produtores rurais já respiram aliviados. Desmistificando a ideia de que a agricultura é uma das atividades que mais utiliza água em sua produção, muitos já estão otimizando a utilização deste bem natural em todas as ações que realizam, através também da captação e armazenamento da água das chuvas.

A principal recomendação da Emater Ascar/RS consiste no armazenamento de água através de calhas instaladas em telhados, conduzindo esta até um reservatório. “Recomendamos a utilização de cisternas para armazenamento da água da chuva, e como a utilização muitas vezes se deve para molhar flores e hortaliças, em algumas caixas d’água já é possível através de um pequeno desvio a retirada de impurezas que ficam depositadas no fundo dos recipientes”, explica o engenheiro agrônomo da Emater, Ivan Guarienti.

O proprietário da Fazenda Aldebaran, Otto Gerhardt, que administra a fazenda desde 1996, busca aplicar atitudes ecologicamente corretas em sua propriedade. Localizada junto a BR 285 no município de Carazinho, a propriedade une práticas certificadamente orgânicas e a reutilização da água das chuvas.
 
Para a irrigação da propriedade, o empresário rural reaproveita a água das chuvas em todas as atividades irrigadas de sua propriedade, como a lavagem dos maquinários agrícolas, para a aplicação de produtos na lavoura e irrigação da horta. “O ph da água da chuva é melhor que a água que eu tenho do poço, é uma água mais leve, e consequentemente, melhor para a aplicação de produtos no solo”, explica Gerhardt.

A água das chuvas é armazenada em duas cisternas, com capacidade de 10mil litros em cada uma delas, através do escoamento dos telhados.

Segundo o Agrônomo da Emater, Ivan Guarienti, a cada metro quadrado de telhado, se chover um milímetro, vai armazenar um litro por metro quadrado. Cada milímetro de chuva corresponde a 1l/m². Se o telhado tem 100m², e chover 10milímetro, vai armazenar 1000litros. Qualquer chuva enche uma caixa d’água. 10litros por m².

Durante o verão são necessários em média sete litros de água por m² por dia, em cultivos no chão. No inverno praticamente o que chove abastece o solo de água pra produção de hortaliças.

O produtor rural comenta da facilidade da instalação de cisternas. “O processo é muito simples, não custa caro, pois é mais barato que propriamente fazer toda uma tubulação para puxar a água do subsolo. Sem falar do custo para o meio ambiente”, completa o proprietário da Fazenda Aldebaran.

Na residência do aposentado Leo Del Duca, morador do centro de Passo Fundo, foi instalado um sistema que capta a água da chuva por meio de uma caixa d’água. “Tenho uma caixa de 5mil litros, colocamos uma bomba para a pressão da água, e através da canalização que vêm da água do telhado, é captada e armazenada na caixa”, explica o aposentado, acrescentando que elimina o sentimento de culpa, da utilização deste bem que é a água.

Sugestão: A Emater propõe que as caixas de água utilizadas para estes fins, devem estar devidamente tampadas, para que vire um depósito de insetos e impurezas, e para que não entre luz solar, evitando a proliferação de algas.
 
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink