Agronegócio

Arrecadação de ICMS sobre a madeira reduz em 2013

Apesar da evolução de R$ 12 milhões arrecadados nos últimos dois meses, o relatório semestral confirma uma queda de 10,81% na arrecadação
Por:
760 acessos
No primeiro semestre deste ano, os recolhimentos de Imposto sobre Circulação de Bens e Serviços (ICMS) sobre o setor de base florestal garantiu ao governo do MT o montante de R$ 33 milhões. Apesar da evolução de R$ 12 milhões arrecadados nos últimos dois meses, o relatório semestral confirma uma queda de 10,81% na arrecadação do tributo estadual , comparado com os valores arrecadados nos seis primeiros meses de 2012. Na época, o setor de base florestal contribuiu com R$ 37 milhões, segundo dados da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).


Se considerados os valores projetados na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o período, a arrecadação com o imposto estadual foi 32,65% menor. Previsão do fisco estadual era recolher R$ 49 milhões.

Ao se ampliar a análise, é possível verificar que os recolhimentos de ICMS sobre o setor de base florestal regrediram 11,62% nos últimos dez anos, oscilando de R$ 86 milhões em 2002 para R$ 76 milhões em 2012.

Atualmente, a equipe técnica do Cipem trabalha numa proposta de um novo modelo de tributação para o segmento madeireiro. Medida foi discutida durante reunião com o secretário fazendário, Marcel Cursi, no dia 11 de setembro.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink