Arroz: Produtor se depara com a falta de recursos em MT
CI
Agronegócio

Arroz: Produtor se depara com a falta de recursos em MT

Para economista a questão ambiental também atrapalha a busca por crédito
Por:
De acordo com o segmento, em Mato Grosso, outro fator que contribui para a diminuição brusca e contínua da área cultivada com arroz é a dificuldade que os produtores do grão têm em conseguir financiamento. “As mesmas linhas de financiamento que existem para a soja, milho, algodão não estão à disposição do produtor de arroz. O arroz tem uma escala comercial extremamente interessante e que deve ser tratada de maneira diferente”, declarou o economista Wylmor Dalfovo.


Para o economista a questão ambiental também atrapalha a busca por crédito. “Erroneamente a cultura do arroz ainda está ligada ao desmatamento, por ser uma cultura de abertura de área. Existe esse preconceito que deve ser quebrado por meio de esclarecimentos, com Dia de Campo mostrando como funciona realmente o plantio de arroz, o uso do grão em terras degradadas, sua utilização na recuperação de pastagens, frisar também que o plantio de arroz associado a outras culturas gera benefícios ao meio ambiente. Falta por parte do governo políticas públicas que incentivem os produtores a optarem mais pelo cultivo do arroz”, declarou Dalfovo.


Para os produtores da região médio norte do Estado a opção na hora de financiar a lavoura é a Agro Norte, empresa mato-grossense, com sede em Sinop (503 quilômetros ao norte de Cuiabá) que é a única a oferecer linha de crédito ao agricultor. “Sabemos que existe o problema da comercialização do grão e como não existe uma estrutura de hedge [proteção de operações financeiras], acaba também não existindo uma grande estrutura de financiamento para o rizicultor, para que ele possa pagar o financiamento na safra com o próprio arroz, como acontece no caso da soja e do milho. Somos a une temos uma demanda é muito alta, tanto que não conseguimos atender a todos os agricultores”, acrescentou o gerente comercial da Agro Norte, Mairson Santana.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.