Asiáticos trocam milho por trigo para fazer ração
CI
Imagem: Paulo kurtz/ Embrapa
MUNDO

Asiáticos trocam milho por trigo para fazer ração

"Esperamos que a volatilidade nos fluxos de comércio de grãos continue pelo resto do ano”
Por: -Leonardo Gottems

Os fabricantes asiáticos de ração estão se voltando para o trigo nas rações animais devido aos altos preços do milho em vários anos, informou a Reuters. China, Coreia do Sul e Vietnã estão comprando mais trigo da Austrália e da região do Mar Negro, de acordo com dois traders de grãos de Cingapura. 

Juntos, esses três países devem comprar 26,4% do milho mundial neste ano, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Os futuros do milho de Chicago atingiram seu maior valor desde junho de 2013 nesta semana e ganharam 37% em 2021, enquanto o trigo saltou 16% desde o início do ano para seu maior valor desde fevereiro de 2013. 

A forte demanda global, o clima adverso nos Estados Unidos e a expectativa de produção mais baixa no Brasil criaram preocupação com o fornecimento global de milho, disse a Reuters . O trigo seguiu em alta, embora não haja problemas de oferta no momento. 

“Esperamos que a volatilidade nos fluxos de comércio de grãos continue pelo resto do ano”, disse um dos traders de Cingapura, que trabalha em uma empresa de comércio internacional que vende grãos para compradores da Ásia e do Oriente Médio. “Com esses ganhos nos preços do milho, haverá destruição na demanda asiática de milho e resultará em menores importações de milho por alguns países”, comenta. 

Os traders esperam que as compras aumentem da Indonésia, Filipinas e Tailândia, que usam trigo para ração regularmente.A alta nos preços dos grãos foi desencadeada pela China e outros importadores que estocam alimentos no final do ano passado. A China já mudou para o trigo nas principais áreas de produção de suínos. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink