Assinado acordo para implantar frigorífico em Tocantins

Agronegócio

Assinado acordo para implantar frigorífico em Tocantins

A estimativa da empresa é de que as obras demandem cerca de R$ 25 milhões
Por:
1 acessos

Com promessas de implantação de uma indústria frigorífica em até 36 meses e de geração de 800 empregos diretos e outros 1.600 indiretos, o empresário Edvar Vilela, do grupo Minerva, assinou ontem à tarde, no gabinete do governador Marcelo Miranda, um protocolo de intenções para instalação de um complexo industrial de alimentos no Tocantins em Paraíso do Tocantins. Segundo Vilela, de início a empresa levará o boi gordo tocantinense para abater em Goiás, mas quando as obras estiverem consolidadas todo o processo produtivo ocorrerá no Tocantins. A estimativa da empresa é de que as obras demandem cerca de R$ 25 milhões. No protocolo o Governo acena com redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 7% para 2% e também concessão, de crédito especial para investimento de 50% do imposto devido, segundo informou o secretário da Fazenda, Dorival Roriz.

“Esse é mais um marco importante para a industrialização no Tocantins”, frisou o governador Marcelo Miranda ao falar do acordo. Segundo ele, o Tocantins está sempre aberto à vinda de empresas que estejam prontas para contribuir com o desenvolvimento do Estado.

Segundo o empresário Vilela, como a empresa está terminando dentro de 60 a 90 dias uma unidade na cidade goiana de Palmeiras, será necessária a demanda de 12 mil peças por mês. “Precisaremos então de gado do Tocantins e também do Mato Grosso”, falou durante o encontro. Com base na cidade de Barretos, Norte do estado de São Paulo, o grupo Minerva é formado por três complexos industriais, que juntos desossam até 15 mil quartos por dia e geram 4 mil empregos diretos. A empresa tem experiência na exportação de carne, sendo o quinto maior do País nesta modalidade de negócio.

Vantagens

O prefeito de Paraíso, Arnaud Bezerra, frisou que o município deverá ofertar isenção total do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) por quatro anos à empresa. Ele ressaltou ainda que a vinda da empresa para a cidade é importante para alavancar o crescimento industrial do Estado e só trará vantagens à região.

O secretário estadual da Indústria, Comércio e Turismo, Emilson Vieira Santos, destacou também que a vinda do Grupo Minerva estimulará a concorrência. “Isto é muito saudável para a economia do Tocantins”. Já o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins, Eduardo Machado, vê também a influência que a empresa trará sobre os preços no mercado da carne. “Também é muito vantajoso este desdobramento da empresa, visando abater no Estado, porque ajudará a aumentar os preços”, frisou.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink