Aumenta a receita do complexo soja

Agronegócio

Aumenta a receita do complexo soja

O faturamento total com as vendas externas do agronegócio caiu 22% e a receita com os embarques do grão cresceu 27%
Por:
310 acessos

Carro-chefe das exportações do agronegócio, a soja foi um dos produtos que mais contribuiu para segurar a queda nas vendas externas brasileiras no primeiro semestre. O faturamento total com as vendas externas do agronegócio caiu 22% e a receita com os embarques do grão cresceu 27%. Entre janeiro e junho, o setor faturou US$ 7,3 bilhões com as vendas externas de soja em grão. Contando produto in natura e os subprodutos (óleo e farelo), a receia total vai a US$ 10,2 bilhões, 12% mais que em igual período de 2008.

O faturamento do setor cresceu porque se exportou mais, pois os preços, que bateram recordes no ano passado, são mais baixos este ano. Até maio, dado mais recente divulgado pelo Mapa, o preço médio praticado em 2009 era 16% inferiore ao de 2008, considerando os três produtos do complexo soja. A maior retração foi no óleo (36%), seguido pelo grão (13%) e farelo (5%). Enquanto a receita com as vendas de grão e farelo aumentou (27% e 7%, respectivamente), o faturamento do óleo caiu 50%.

As exportações brasileiras do complexo soja crescem sustentadas, principalmente, pelo consumo chinês. Cliente tradicional do grão brasileiro, o país asiático aumentou sua participação de 27% em 2008 para 69% em 2009, num total de 11,4 milhões de toneladas.

No total, 19 milhões de toneladas de soja em grão deixaram os portos brasileiros entre janeiro e junho de 2009. Até janeiro, quando encerra a atual temporada comercial, o volume exportado chegará a 24,8 milhões, estima a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). O resultado, se confirmado, será 1% maior que o do ano anterior.

O que houve foi uma antecipação dos embarques, considera o secretário-geral da Abiove Fábio Trigueirinho. “As bolsas sinalizam preços mais baixos lá na frente”, explica o dirigente. Ele lembra que no segundo semestre o produto brasileiro concorre diretamente com a soja norte-americana, que começa a ser colhida em setembro.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink