Aurora aposta em carne suína

Agronegócio

Aurora aposta em carne suína

A Coopercentral Aurora, investe 116 milhões de reais na ampliação da unidade de abate e processamento de suínos de São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul
Por:
239 acessos

A Coopercentral Aurora, um dos maiores conglomerados agroindustriais do país, investe 116 milhões de reais na ampliação da unidade de abate e processamento de suínos de São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul, para robustecer sua participação no mercado brasileiro de hambúrgueres.

O presidente Mário Lanznaster explica que as obras foram divididas em duas etapas. Na primeira etapa, executada de setembro de 2007 à novembro de 2008, foram investidos 26 milhões e 42 mil reais na construção da fábrica de hambúrguer da Aurora e das áreas de apoio da unidade, compreendendo o serviço de inspeção federal (SIF), a ampliação do restaurante, do setor administrativo, a reforma do ambulatório, a casa de motoristas, o almoxarifado industrial e a sala de máquinas.

A incorporação da nova área de hambúrgueres implicou na contratação de mais 45 trabalhadores. Essa unidade tem capacidade para produzir 32 toneladas/dia de hambúrguer, mas, atualmente, opera em apenas um turno, produzindo 14,5 toneladas/dia ou 305 toneladas por mês, toda destinada ao mercado interno. Em dezembro, a produção estará em 1.000 toneladas/mês.

"Trata-se de uma moderna linha industrial que permitiu lançar no primeiro trimestre dez novos itens", expõe Lanznaster. "Com isso, vamos conquistar uma presença mais expressiva no mercado brasileiro de hambúrgueres".

A Aurora estava no mercado, desde 1998, apenas com o hambúrguer de carne bovina em dois formatos: caixeta com 12 unidades e granel com 36, 60 e 90 unidades.

As novas variedades produzidas pela Aurora contemplam o hambúrguer de frango, hambúrguer toscana e Faroeste Burger nos dois formatos de embalagens (caixeta e granel) para satisfazer os clientes e consumidores finais com maior variedade. A linha de bovinos oferece caixetas contendo 12 unidades de 56g (672g), caixas a granel de 36 e 90 unidades com 56g, caixas de 36 com hambúrguer com 90g e caixas de 60 unidades com Hambúrguer de 90g.

Segunda Etapa - A execução da segunda etapa está orçada em 90 milhões de reais. Contempla a ampliação da capacidade de abate da unidade, passando dos atuais 1.200 suínos/dia para 2.500 suínos/dia e, ainda, a nova área de industrializados para produção de lingüiças cozidas e defumados. Esta etapa já absorveu recursos da ordem de 10 milhões 320 mil reais em máquinas e equipamentos, mas encontra-se temporariamente paralisada.

Para sustentar esses investimentos, a Coopercentral Aurora emprega recursos próprios e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

O frigorífico da Aurora em São Gabriel do Oeste mantém 576 empregos diretos, abate 1.200 suínos por dia e produz, mensalmente, 305 toneladas de hambúrguer/mês, 1.100 toneladas de embutidos frescais e 50 toneladas de bacon. O mix atual inclui, ainda, lingüiça toscana, lingüiça churrasco, lingüiça de pernil, lingüiça mista peperi, bacon manta, bacon pedaço, costela salgada, pé salgado, máscara salgada, pele salgada, hambúrguer toscana, hambúrguer de frango e frango light, faroeste búrguer, hambúrguer Nobre e hambúrguer bovino.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink