Autoridades visitam Tecnologias Embrapa na abertura do Showtec
CI
Agronegócio

Autoridades visitam Tecnologias Embrapa na abertura do Showtec

Luis Alberto Moraes Novaes, presidente da Fundação MS, destacou a relevância da Empresa que tem os pesquisadores da Embrapa
Por:
A 16ª edição do Showtec, realizada pela Fundação MS e parceiros, em Maracaju-MS, contou mais uma vez com a presença da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e sua vitrine tecnológica. Para os produtores há à disposição no campo o consórcio milho com braquiária, cultivares de soja, pastagens e rotação de culturas visando o controle de nematóide na soja.


Já durante a abertura, Luis Alberto Moraes Novaes, presidente da Fundação MS, destacou a relevância da Empresa que tem os pesquisadores da Embrapa, Ademir Hugo Zimmer e Guilherme Asmus, dentre os membros de sua Comissão Científica e que durante a edição 2012 participam, mais uma vez, do giro tecnológico do evento, ao lado dos também cientistas, Júlio Cesar Salton, Álvaro Vilela Rezende, Paulo Henrique Cançado e Rodrigo Arroyo Garcia, todos especialistas da Empresa.

Após a solenidade, Novaes juntamente com outras autoridades, dentre elas, o secretário-executivo do MAPA, José Carlos Vaz; a governadora do Estado em exercício Simone Tebet; o senador Waldemir Moka; além de deputados federais, estaduais, vereadores e representantes de instituições foram a campo no Showtec e conheceram o espaço da Embrapa e as tecnologias expostas na vitrine até sexta-feira, dia 27.


Soja Livre - Destaque desta edição, o Programa Soja Livre é uma proposta liderada pela Embrapa, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e Associação Brasileira dos Produtores de Grãos Não-Geneticamente Modificados (Abrange). Lançado em novembro de 2010, o Programa pretende ampliar a oferta de sementes de soja convencional.

Primeiramente, o foco do Soja Livre era o Estado de Mato Grosso, mas agora outras regiões receberão o Programa e seus conceitos. O país é detentor da geração de tecnologia de sementes de soja para regiões tropicais, tendo na Embrapa, a estatal que carimbou os produtos não - geneticamente modificados e os transferiu Brasil adentro.


Com o aumento de consumidores mais exigentes e mercados altamente competitivos, a soja convencional ganhou status, tornando-se moeda valiosa para a exportação nacional, principalmente, ao associar mercado específico com Europa. Oportunidade à porta e o Programa Soja Livre chega para garantir que a produção de soja não transgênica seja plantada, produzida, colhida, transportada, armazenada, segregada e certificada com o mínimo de risco de contaminação pela transgênica.

"As Unidades da Embrapa auxiliarão na difusão deste trabalho, por meio, de ações como dias de campo e workshops. Ressaltando que o produtor ao aderir ao Programa terá um bônus de 10%. O mercado e a indústria precisam dessa matéria-prima e a Embrapa pode atendê-los com eficiência", ressaltou o analista de Transferência de Tecnologia da Empresa, Euclides Maranho.


O Soja Livre tem o apoio da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) e da Fundação Rio Verde e o patrocínio da Fundação Triângulo, da Fundação Cerrados, da Fundação Bahia, e dos grupos AMaggi, Caramuru e Imcopa.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.