Avicultura avançou pouco neste ano
CI
Imagem: Pixabay
DESEMPENHO

Avicultura avançou pouco neste ano

Tanto o setor de aves como de ovos estão impactados pelo preços dos grãos
Por: -Eliza Maliszewski

Os dados de exportação de carne de frango divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que houve pequeno avanço no ano. O setor está pressionado pela alta dos principais grãos componentes da ração, como milho e soja, o que impactou o mercado de aves e ovos. 

De janeiro a outubro a avicultura brasileira exportou 3,4 milhões de toneladas de carne de frango, registrando um avanço de 0,2% comparado com os mesmos meses de 2020. Por outro lado, no faturamento, houve um recuo significativo de -13% atingindo a faixa de US$ 5.066 bilhões. Na comparação com outubro do ano passado a queda é de – 21,2%.

As exportações de ovos não seguem mesmo caminho da carne de frango e registram queda de - 48,8% neste período apurado de 2020 comparado com o mesmo período do ano anterior, ou seja, 1.103 toneladas exportadas esse ano contra 2.155 toneladas de ovos exportadas no mesmo período de 2019, seguido por queda na receita cambial de -36%.

A China segue como principal destino da carne de frango brasileira em 2020.  Ao todo, foram exportadas 564 mil toneladas entre janeiro e outubro deste ano, número 24% superior ao registrado no mesmo período de 2019.  Outros destaques da Ásia são Coreia do Sul, com 109,5 mil toneladas (+7%), e Singapura, com 106,4 mil toneladas (+32%).

Considerando apenas o mês de outubro, A Arábia Saudita foi o principal destaque, com 44,9 mil toneladas embarcadas no período, número 22% superior ao registrado no mesmo período de 2019. 

No Rio Grande do Sul foram exportadas 559 mil toneladas no período, um crescimento de 19,9% comparado com volumes exportados no mesmo período do ano anterior. Em receita as exportações avícolas gaúchas atingiram um faturamento de US$ 758,5 milhões, registrando um crescimento de 4,1% também sobre igual período de 2019.

De acordo com Eduardo Santos, presidente executivo da Associação Gaucha de Avicultura (ASGAV/SIPARGS), o comportamento das exportações gaúchas de carne de frango no período de janeiro à outubro deste ano, continua revelando recuperação das perdas de 2019, porém, com efeitos da pandemia, cotações de grãos e outros entraves, o setor está avaliando os rumos da produção, tanto de carnes quanto de ovos.

“O atual quadro mercadológico para carne de aves e ovos é delicado e enfrenta um movimento de aumento fora do normal de 99% no preço do milho e de 110% de aumento no preço do farelo de soja nos últimos 12 meses”, destaca.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink