Avicultura de MS registra queda na exportação e aumento de custos na produção
CI
Agronegócio

Avicultura de MS registra queda na exportação e aumento de custos na produção

Por:
O mês de agosto registrou queda de 27% na exportação da avicultura sul-mato-grossense. De 10,4 mil toneladas embarcadas em julho desse ano, o setor contabilizou 7,5 mil toneladas em agosto. Comparado a 2011, os números ainda são mais preocupantes: foram 10,5 toneladas vendidas no mercado externo em agosto do ano passado, o que representa uma retração de 35%. Os principais compradores são Japão, Arábia Saudita e China.


Os dados fazem parte do levantamento da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul). Para a União Brasileira de Avicultura (UBABEF), o fraco desempenho das exportações foi ocasionado sobretudo pela greve dos fiscais agropecuários em agosto e aos altos estoques nos países importadores, prejudicando assim o volume de exportação.

O aumento do custo de produção do setor também tem preocupado os produtores. A alta dos preços da soja e milho, valorizados em função da quebra da safra mundial, resultado da estiagem nos Estados Unidos e excesso de chuvas na Europa, refletiu no aumento de 20% do custo da ração animal, principal insumo do setor. “É provável que esse panorama continue até 2013”, estima a economista e assessora técnica da Famasul, Adriana Mascarenhas.


Para o consumidor, o resultado é de alta de preços. No varejo, cortes como a coxinha da asa teve aumento de 10,7% em oito meses. Para Adriana, outro fator impulsionou a valorização dos preços. “A indústria avícola nacional está investindo em tecnologia para atender mercado interno e externo e acaba repassando isso nos preços ao consumidor”, complementa.

Sobre a Famasul - A Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) é uma das 27 entidades sindicais que integra a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Tem atuação voltada para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representa os interesses dos produtores e dos sindicatos rurais do Estado. Como representante do homem do campo, a Famasul põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 16,6% do PIB sul-mato-grossense e responsável por parcela substancial da produção industrial de Mato Grosso do Sul. Acesse
www.famasul.com.br.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink