Bahia é 4º Estado com potencial para a produção de biodiesel

Agronegócio

Bahia é 4º Estado com potencial para a produção de biodiesel

Atualmente, a Bahia participa com aproximadamente 5% da produção nacional de biodiesel
Por:
283 acessos

A Bahia possui 6,8 mil hectares disponíveis para a expansão agrícola voltada para a produção de biodiesel. A área representa quase 10% das áreas disponíveis no Brasil, segundo a pesquisa O impacto do mercado mundial de biocombustíveis na expansão da agricultura brasileira e suas consequências para as mudanças climáticas, realizada pela ONG ambientalista WWF em parceria com a seguradora Allianz.

Na Bahia, o estudo mostra que dos 9,4 mil hectares de cerrado no Estado, 6,5 mil hectares têm potencial agrícola. Além disso, o Estado concentra mais 300 hectares em áreas de pastagens aptas para a agricultura, a maior parte destas áreas no extremo oeste. Uma disponibilidade que coloca a Bahia no quarto lugar entre as regiões estudadas pela WWF com maior potencial para a expansão da produção de biodiesel, o Estado ficou atrás de Tocantis, Mato Grosso e Goiás.

O coordenador do programa de agricultura e meio ambiente do WWF-Brasil, Cássio Franco Moreira, mostra, através deste estudo, que é possível aumentar significativamente a área agrícola no País com respeito ao Código Florestal e sem desmatar a Amazônia e o Cerrado, desde que haja uma política efetiva de incentivo à conversão de pastagens degradadas em áreas agrícolas.

Ele apresentou os números do estudo durante o Fórum Internacional para Jornalistas, realizado pela Allianz, no Hotel Intercontinental, em São Paulo, que apontam que 30% dos 200 milhões de hectares de pastagens no Brasil são de terras que estariam degradadas. A área agrícola total atual brasileira é de cerca de 70 milhões de hectares. Portanto, somente com a recuperação das pastagens degradas para uso agrícola seria possível dobrar a área da agricultura nacional.

Além da disponibilidade de terras aptas para a agricultura, a ONG levantou outros critérios como o preço das terras, área de reserva legal, histórico de precipitação média, infraestrutura disponível, presença de indústria processadora, investimentos anunciados em infraestrutura e investimentos anunciados em indústrias.

Neste contexto, o Estado da Bahia se destaca pelo volume de investimentos em infraestrutura logística anunciados pelo governo federal, R$ 12,5 bilhões até 2010, o terceiro maior do País. Além disso, o Estado se destaca por que ainda é considerada uma região de fronteira agrícola, há investimentos importantes neste sentido, como a construção da ferrovia de integração Oeste-Leste, além do anúncio de diversas obras de construção de rodovias, a exemplo da via expressa de acesso da BR-324 ao Porto de Salvador.

A pesquisa contemplou o potencial de crescimento das culturas mais utilizadas na produção de biocombustível: Cana (etanol), Soja (Biodiesel) e outras culturas com alta eficiência energética, como milho, trigo, palma e pinhão manso. No caso da Bahia, as regiões levantadas seriam propícias para o cultivo da soja e o pinhão manso, segundo informa Cássio Moreira.

Ao conhecer os números o estudo, o engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Fábio Marin comentou que o governo federal tem estudos parecidos para a produção de biodiesel. Sem falar em números, ele indica que as conclusões da Embrapa são bem parecidas com as da WWF, mas com um pouco mais de otimismo. De acordo com ele, a área plantada para a produção pode ser ainda maior.

Hoje, a Bahia participa com 5% da produção nacional de biodiesel. De janeiro a maio de 2009, foram produzidos 18,5 milhões de litros do produto. Em 2008, foram produzidos 65,9 milhões de litros, o equivalente a 6% da produção nacional, cinco milhões de litros a menos que em 2007, quando a Bahia despontava com 18% da produção nacional.

Atualmente, existem três usinas de biodiesel no Estado em Candeias, Simões Filho e Iraquara e uma quarta usina em construção no município de Una. Juntas, as quatro usinas têm capacidade de gerar até 339 milhões de litros ao ano.

A Petrobras informa que o Plano de Negócios para a Produção de Biocombustíveis prevê o aumento de produção dos atuais 170 milhões de litros ao ano para 640 milhões em 2013 no Brasil. Neste contexto, a usina de biodiesel instalada no município de Candeias opera em plena carga e tem previsão de duplicação da sua capacidade de produção. Hoje, a usina tem capacidade para produzir 57 milhões de litros de biodiesel por ano.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink