Bancos garantem recursos para a ExpoLondrina

Agronegócio

Bancos garantem recursos para a ExpoLondrina

coloca R$ 120 milhões a produtores interessados emm máquinas e animais
Por:
668 acessos
Sicredi coloca R$ 120 milhões a produtores interessados emm máquinas e animais; Banco do Brasil começa com oferta de R$ 50 milhões

E dinheiro é o que não vai faltar para o produtor interessado em comprar máquinas, equipamentos ou animais durante a ExpoLondrina. É o que prometem as instituições bancárias que destinaram recursos e linhas de crédito exclusivas para a feira.

A Cooperativa de Crédito Rural, do Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi União), vai colocar R$ 120 milhões à disposição dos agricultores para financiamentos, o que representa 20% a mais que o montante oferecido no ano passado. ‘‘Acreditamos que a procura desta vez será ainda maior’’, justifica o superintendente de Desenvolvimento Regional da Cooperativa, Henrique Baggio.


A instituição opera com 61 unidades nas regiões Norte e Noroeste do Paraná, onde tem cerca de 50 mil associados. Em Londrina, a cooperativa tem 6 agências.

A Sicredi vai funcionar, no parque de exposiões, no mesmo estande da Cocamar Cooperativa Agroindustrial, sua tradicional parceira.

Mantendo a tradição em financiamentos rurais, o Banco do Brasil (BB) não fixou um limite para atender a demanda. De início, o banco vai repetir o mesmo montante do ano passado, R$ 50 milhões. ‘‘Nós lançamos um desafio: se os produtores usarem este valor, o banco coloca mais R$ 50 milhões à disposição’’, afirma o superintendente regional do Banco do Brasil em Londrina, Flavio Mazzaro. Ele diz que o montante poderá ser ultrapassado, se houver necessidade.

As linhas de crédito do BB destinam-se à aquisição de animais, máquinas e implementos agrícolas, veículos de até 27 toneladas e construções na propriedade. Os juros e os prazos de financiamento variam de acordo com o bem a ser adquirido, ficando na maioria dos casos entre 2 a 5 anos.


O banco dará uma atenção especial também à agricultura familiar. ‘‘Há uma grande preocupação do banco com o atendimento aos pequenos agricultores, um segmento que vem aumentando de forma significativa’’, afirma o superintendente regional. Ele cita que o banco financiou quase 6,7 mil tratores pelo programa Trator Solidário, que tem por objetivo atender os pequenos agricultores do Paraná.

O Banco do Brasil terá um estande próprio para atender aos produtores rurais durante os dias da exposição. Nos dias úteis, o funcionamento será durante a tarde até às 22 horas e nos finais de semana durante todo o dia. O local será a extensão de uma agência e o superintendente garante que os produtores terão atendimento ‘‘vip’’.



Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink